sábado, 22 de novembro de 2014

Sem VOCÊ, eu ando pra TRÁS




Texto Base: João 6:62-69.

Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.” João 6:68

Gosto de uma musica, em particular, do cantor Lucas Souza, que se chama: Eu vou ficar aqui. Em um trecho dessa canção ele declara: Jesus [...] ando pra trás quando não te vejo. A base dessa letra fala de um lugar onde podemos ficar e nos esconder, onde podemos ouvir a Sua voz ecoar em nosso coração e onde aprendemos a amar e temos liberdade para isso. Esse lugar do qual a musica fala, é Jesus, e quando não O vemos, simplesmente estamos andando para trás. 


Imagino que para Pedro essa musica falaria muito, pois ao ser questionado por Jesus se queria retirar-se juntamente com os outros discípulos (v.67), ele, o único a responder, disse: "Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna." (v.68). Tipo assim: Jesus... Sem você eu ando pra trás... não existe outro que nos leve para a vida eterna... do seu lado não arredo o pé.  Pedro sabia que ao lado de Jesus era o melhor lugar, embora posteriormente Pedro o tenha negado, o seu vinculo afetivo o trouxe de volta para Jesus, pois sem Ele, Pedro sabia que não estava indo a lugar algum. Sua pesca agora era de homens, não mais de peixes. 

Essa passagem, juntamente com a musica, nos ensina que quando temos Jesus como alvo, ainda que a morte nos detenha da vida, Ele nos tem preparado um novo lugar onde viveremos eternamente, um lugar que "não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou" (Ap 21:4). Nesse lugar caminharemos ao Seu lado - o melhor lugar onde podemos estar.

Ronnedy Paiva

Colunista

Link “Eu vou ficar aqui – Lucas Souza”- http://youtu.be/5y1thcgJ_jU

Link Foto original - http://propmark.uol.com.br/image/resize/946/630/?img=/images/fotositecrack.jpg


terça-feira, 18 de novembro de 2014

Sem meus óculos, caio no buraco





Texto Base: Isaías 59:1-15


“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. (Is 59:2) [...] Apalpamos as paredes como cegos, e como os que não têm olhos andamos apalpando; tropeçamos ao meio-dia como nas trevas, e nos lugares escuros como mortos. (Is 59:10)”


Uma das piores coisas na vida que se pode acontecer, eu acredito que seja perder a visão. Ter que viver no escuro, sem nada mais ver. Eu que tenho miopia e astigmatismo de 1grau em cada olho, quando estou sem os óculos e só consigo enxergar o que está a minha frente, e o que está longe fica embaçado, já começo a me angustiar, parece que não consigo ver nada, não consigo reconhecer ninguém de longe, é simplesmente assustador. Imagina não poder ver mais!

O engraçado é que o pecado faz isso conosco também. Nós nos maculamos e começamos a ter um contato "embaçado" com Deus, nos separamos dEle. Já temos uma visão obscura, como quem olha num espelho (I Co 13:12), e essa visão fica ainda pior com o pecado. Mas nós, por muitas vezes, não nos angustiamos com esse distanciamento de Deus. Isaías 59 diz que “a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. (v.1-2)

Foi isso o que aconteceu com Adão e Eva no Jardim. Ao pecarem, comendo a fruta do conhecimento do bem e do mal, certamente eles morreram (Gn 2:17), pois a morte é a separação de Deus. Aquele contato de quem andava no jardim lado a lado com Deus foi cortado [...] Sem os óculos, caímos em qualquer buraco. Mas Deus, por amor, enviou o Seu Filho para morrer em nosso lugar e nos devolver o contato direto com Ele. O véu se rasgou. Não precisamos mais de mediador para nos dirigir ao Pai. Jesus fez todo o trabalho para que isso acontecesse. Ele nos tirou do buraco para que andássemos na luz.

E ah, isso é um grande alivio, é como se conseguíssemos ver novamente. Colocamos os óculos e simplesmente podemos ver tudo perfeitamente. Nele temos a remissão de todos os nossos pecados. O Seu sangue nos lavou. Devolveu-nos o contato.

Por isso espero de todo coração, que ao pecar e nos afastarmos de Deus, possamos logo nos arrepender, confessar os nossos pecados e abandona-los, para que novamente possamos estar em contato com o meu Pai. Com a mesma alegria de como quem acha um tesouro perdido.

Que assim possamos buscá-Lo com intensidade, com amor, e em santidade. Porque pior do que não ‘ver’, é não poder senti-Lo. E lembremo-nos que, chegará um dia em que o veremos face a face e o conheceremos plenamente como dEle somos conhecidos. Até esse dia chegar, que possamos ser limpos de mãos e puros de coração (Sl 24:4).

- A pior angustia é a do abandono, mas Ele disse que estará conosco continuamente, até o fim dos dias. E nós, estamos com Ele?


Ronnedy Paiva
Colunista