quarta-feira, 19 de março de 2014

Sobre os cansados e sobrecarregados, e os reclamões

Eu estou cansado de me cansar.

Sério. Estou cansado do cansaço.

Todo mundo se cansa. Todo mundo pensa em revoluções. Todo mundo quer mudança.

Todo mundo fala, mete a boca na internet. Todo mundo pensa de uma forma, mas na atitude, a hipocrisia vence.

Cansei de me cansar. Cansei das reclamações. Cansei dos reclamões. Cansei dos brigões. Cansei das polêmicas.





Sou polêmico. Aliás, acredito que esse seja um do espiritual, só não define ainda na minha tese se é proveniente do Espírito Santo, ou de outros espíritos aí.



Mas de fato, cansei de ver gente que trabalha, e não tem apoio. Como também cansei de ver essa gente falar que está cansada.

No fundo, nós sabemos, a instituição não se importa. A instituição quer números. A instituição quer sucesso. A instituição não quer Deus.

Falo com paz no coração a respeito disso.

E falo que quem reclama de cansaço também não quer Deus.

Aliás, reclamar é um ato de gente que não quer Deus.

Por vários motivos.

Deus não pode ser mensurado. Não posso dizer ter muito de Deus. Deus é invisível, e infinito, ou sou dEle, ou não sou. Ele ultrapassa essa história barata de números, sucesso e passos para se alcançar algo. Aliás, eu realmente acredito que nós é que fomos alcançados por Ele. Por isso, reclamar do que não alcançamos, na verdade é reclamar de não ser alcançado, de não se relacionar, de não estar com o nosso Deus.

Outro motivo, a instituição não quer Deus porque Deus é comunidade. Deus é 3 e a instituição quer ser única. Quer ser inovadora, quer ser a melhor, quer ser a tal. Com Deus, em suas três pessoas, não existe essa inveja maldita. Deus Pai, Filho e Espírito Santo, se amam de forma tal que ambos se consideram um, não mais coisas diferentes, mas uma só. A instituição mostra que quanto mais dividido, mas se evidencia seu nome e o corpo de Cristo, não é coisa pra quem quer ser lembrado, estrela e etc. O corpo de Cristo é onde todos buscam um mesmo ideal, na soma das forças e na dependência do Espírito. A instituição deveria ser holofote para o nome de Jesus e não uma estrela para brilhar sem que Cristo apareça. Por isso, reclamar da instituição, na verdade é bater em defunto, porque não é novidade para ninguém que a instituição está para Cristo, como o goleiro que falha na final do campeonato está para o time que toma o gol.

Por último. Apesar de escrever tudo isso aqui, ainda terá gente que falará, você fala isso por causa da sua instituição, em outras instituições a coisa é diferente. Pense como quiser, só que pense um pouco no porquê, você se preocupa tanto com gente que muda de instituição, sendo que o supremo Pastor é um só. Me explica o motivo de tanta oração para que sua igreja cresça e Deus adicione membros, e não todas as igrejas da vizinhança trabalhem numa única direção para a sinalização do reino de Deus que já chegou aqui e agora, e que se consumará ali e além. Por isso, quem reclama do lugar onde está, na verdade é porque nunca caminhou junto com ninguém em lugar nenhum, pois descobriria as dificuldades existentes em todo lugar.

Quem reclama, na verdade gosta mesmo é de causar, trabalhar não é para ele. Quem está cansado, é porque em algum momento deixou entrar a reclamação, e por não ter voz por tanto tempo, acha que agora a sua voz deve ser ouvida o tempo todo. Que está não sabe o que está fazendo, na verdade é o pior de todos, tem hora que reclama com quem reclama, e tem hora que reclama de quem reclama, mas esses, Deus ainda está para falar.

De verdade, você que está cansado, bem vindo ao time. Você que não se cansou, aproveite, uma hora algo te incomodará.

Você que está cansado, creia, Deus renova. Agora você que está decepcionado, acredite, o sistema não é maior que o Senhor. E digam o que quiser, a instituição não é a igreja de Cristo.






Que Deus te abençoe. Sejamos cheios do Espírito, e renovados por Deus, no nome de Jesus.

Graça e paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário