segunda-feira, 29 de abril de 2013

Um pouquinho de graça.




Graça para o caído é a frase que perdeu sentido. Graça para o caído perdeu o sentido quando o ser humano caído desejou exaltar-se acima do seu Senhor gracioso.

Graça para o caído é o convite para a compreensão do caráter de Deus. Graça para o caído é Deus sendo Deus, desempenhando o papel que mais desempenha para conosco, o de perdoador.

Graça para o caído é termo antecessor dos que estão cheios da graça. Graça para o caído é o perdão falando mais alto que os pecados.

Graça para o caído é o evangelho natural, fluindo do coração de Deus para o coração dos homens. Graça para o caído é o ministério de Cristo, o amor sem limites. Graça para o caído é amor até o fim.

Graça para o caído e compreensão de que é muitos mais por Deus, ou inteiramente por Ele e nada de nós. É dependência, é luta contra a rebeldia. É exclusividade ao Espírito Santo, e nada além disso.

O convite da graça não é convite, mas também não é obrigação. O convite da graça é entendimento, é revelação. Graça ultrapassa nossa razão. Graça ultrapassa nosso entendimento.

Graça vem de Deus para nós, não podemos negá-la, devemos nos render à Cristo, pela ação de sua graça, para um relacionamento novo, para sermos restaurados com o Pai.