segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Ele te da à vitória

"Deus te da à vitória, mas não te ausenta da luta."

Muitos têm a ideia errada de que se clamar a Deus, Ele lutará em seu lugar - ausentando-o de uma possível fadiga. Isso, na verdade, pode até acontecer, mas na área espiritual, não na obra que Ele separou que fizéssemos. 

Somos cooperadores do Reino de Deus na terra, temos importante papel como ajudadores dEle. Não que Ele precise de ajuda, mas é aí que está a loucura (1 Co 1:25). Mesmo não precisando, Ele permite que nós O ajudemos. É mais do que um serviço, é uma honra concedida aos Seus filhos. 


A Bíblia nos conta a história de Neemias, um exilado de Jerusalém, copeiro do rei Atarxerxes, que se dispôs a ser a resposta de suas próprias orações. Neemias, mesmo tendo nascido em cativeiro, condoeu-se da situação de seu povo, e se colocou na 'brecha', ajudando a reconstruir mais do que os muros de Jerusalém, mas a própria moral de seu povo. Ele foi importantíssimo na história de sua nação. Ele, mesmo sem qualquer conhecimento de reinado ou de 'construção civil', esteve atendo a voz de Deus, e obteve a vitória.

►Você pode acompanhar mais a história desse homem no POST : Neemias - Reconstruindo os muros ◄ 

Como Neemias foi levantado para reconstruir os muros de Jerusalém, Deus nos levanta para construir e reconstruir outros 'muros' nessa nação, Ele nos dá a vitória porque vai a frente do 'empreendimento', mas somos nós quem colocamos 'a mão na massa'.

Neemias é só um exemplo de tantos outros que foram levantados para fazer a diferença: Noé, Moisés, José, Davi, e tantos outros, inclusive o próprio Cristo. Todos cooperaram com Deus para um propósito maior. Todos obtiveram a vitória, não porque eram mais fortes, capacitados, bonitos, inteligentes ou algo desse gênero. Mas porque em toda luta, era o próprio Deus quem lutava COM eles, neles, para Ele. Antes de tudo, é a vontade dEle que está em 'jogo'. Ou seja, Ele não te abandonará (Js 1:6)

A batalha pode ser difícil, árdua, mas o nosso Deus é o Senhor dos Exércitos. (Amém!?) 

O que Deus espera de nós, é que nós nos disponhamos ao Seu querer. Com todas as nossas forças, ansiando verdadeiramente fazer a vontade dEle para essa geração. O que precisamos é estar atentos ao Seu comando, meditando nas Sua Palavra de dia e de noite, orando e jejuando para que, na hora das lutas, saibamos o correto a se fazer, com a plena convicção de que Deus está conosco, LUTANDO AO NOSSO LADO. 

Ronnedy Paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário