quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Aprendendo a falar a linguagem de Deus – Parte 1

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus;
Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte:
Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração,
mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.
Marcos 11:22-23

         Você tem problemas? A resposta está bem debaixo do seu nariz. Pelo menos, em grande parte. Não podemos viver em vitoria sem saber do poder das palavras. Normalmente, quando temos montanhas em nossas vidas, falamos sobre elas; mas a Palavra de Deus nos ensina a fala para elas, como vemos nessa passagem de Marcos.

Você está Falando Sobre Suas Montanhas ou para Suas Montanhas ?

         Em Lucas 4, quando Jesus estava sendo tentado por Satanás no deserto, ele respondeu a cada tentação com a Palavra de Deus. Jesus, repetidamente, diz “Está escrito” e os versículos citados que vão de encontro com as mentiras e decepções do diabo se seguem.

         Temos uma tendência  em  “tentar” isso por um tempo mas quando vemos resultados rápido, paramos de falar a Palavra para os problemas e novamente começamos a falar nossos sentimento, que é provavelmente o que nos levou ao começo de tudo.

         Um entalhador martelar uma pedra 99 vezes sem que haja evidencia de que esteja acontecendo alguma coisa. Então, na 100° vez, ela pode partir-se em duas. Cada golpe estava enfraquecendo a pedra, sem que houvesse sinais que indicasse isso.

          A persistência é um elo vital para a vitória. Devemos saber em que cremos e dedicar-nos a conhecê-lo até ver  o resultado.

Obediência e perdão são tão importantes quanto fé e perseverança

Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes,
orando, crede receber, e tê-las-eis.
E, quando estiverdes orando, perdoai,
se tendes alguma coisa contra alguém,
para que vosso Pai, que está nos céus,
 vos perdoe as vossas ofensas.
Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai,
que está nos céus, vos não perdoará as vossas ofensas.
Marcos 11:24-26

         A obediência é igualmente importante. Se uma pessoa pensa que pode viver em desobediência e ao mesmo tempo falar a Palavra de Deus para suas montanhas e ainda assim sair vitoriosa, ficará profundamente desapontada.

         Marcos 11.22-26 deve ser considerado como um todo. No versículo 22, Jesus. No versículo 23, ele ensina a liberar fé falando para as montanhas. No versículo 24, ele fala da oração e da importância de orar, crendo. No versículo 25, Jesus manda perdoar. E no versículo 26, ele afirma claramente que se não perdoarmos, também nosso Pai celestial não perdoará nossas ofensas.  Não há nenhum poder em falar a uma montanha se o coração estiver cheio de falta de perdão.

         Obediência é o tema central da Bíblia. Para muitos de nós, a vida está um caos por causa da desobediência. A desobediência pode ser resultado de ignorância e rebelião. A única maneira de sair do caos é arrepender-se e retornar à submissão e à obediência.

Não ignore os “Ses” e os “Mas”

E será que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus,
tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno,
o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra.
E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão,
quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus;
Deuteronômio 28:1-2

         Observe os “ses” nessa passagem. Com frequência, escolhemos ignorar os “ses’ e os “mas” na Bíblia. Considere, por exemplo, I Coríntios 1.9-10:

Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor.
Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.

Deus é fiel e nos beneficiamos dessa fidelidade em honra-lo em obediências nos relacionamentos. A desobediência não muda a Deus. Ele é fiel apesar da desobediência. A obediência, no entanto, abre a porta para a benção, que já foi liberada por causa da bondade de Deus.

“Falar para nossas montanhas” não é um passe de mágica ou encantamento que usamos quando estamos com problema;ou quando queremos alguma coisa e continuamos com estilo de vida desobediente e carnal.
Crianças

E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais,
mas como a carnais, como a meninos em Cristo.
1 Coríntios 3:1

         Enquanto vivermos na carne devemos orar e esperar que Deus nos mostre misericórdia e não nos dê o que pedimos. Falamos muitas coisas que são da nossa vontade e não da vontade de Deus, simplesmente porque não conhecemos a diferença. Como “bebês em Cristo” simplesmente não sabemos como falar ainda, como Paulo diz nessa passagem:

        Assim como bebês naturais devem aprender a falar a língua dos mais velhos, assim os cristãos devem aprender a falar à maneira de Deus.


 Post baseado no livro Eu e minha boca grande- Joyce Meyer.

Carol Cruz
Colunista


Nenhum comentário:

Postar um comentário