segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Será que eu mudei o dia dele?

Foi esse o pensamento que veio a minha mente logo após devolver o troco errado que ele havia me dado. Eram 10 centavos, mas que deixou aquele cobrador (de ônibus) um tanto abismado, e feliz. Porque querendo ou não, as pessoas erram com a contagem do dinheiro, e às vezes passam despercebidas, e ainda mais sendo 10 centavos, uma moedinha, quem se importaria? Porém é 10 centavos aqui e outros 10 perdidos ali... No final do dia faria muita falta. E aquele que errou no troco, se não tiver que tirar do seu próprio bolso para cobrir o furo do caixa, estará em 'maus lençóis' para explicar tudo. Não sei se mudei o dia dele, mas creio que sim, pois ele sorriu logo após apanhar a moeda.

Talvez você pense "ah, mas era 10 centavos, o que você iria fazer com isso? Nem é roubo". Verdade, 10 centavos é pouco, mas é dinheiro ainda. E em Mateus 25, Jesus através de uma parábola conta a história de um senhor e dos seus servos, falando: "Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei." Mateus 25.21. Creio que seria falta de caráter da minha parte perceber que recebi dinheiro a mais e não devolver. Mesmo sendo pouco, tenho que ser fiel, pois um dia pode ser 10 reais, e o que eu farei se nem 10 centavos devolvi outrora? Realmente não sei se isso mudou o dia daquele homem, mas com certeza mudou o meu!


O que você tem feito para mudar o dias das pessoas que estão a sua volta? Um simples "bom dia", ou "bom trabalho" pode dar um novo ânimo ao porteiro do seu prédio ou trabalho. O muito obrigado por um serviço 'obrigatório' de uma pessoa, pode exercer forte influência nela em continuar mais emprenhado e firme em sua função com perfeição. Não importa o que, mas que ao mudar o dia de outrem, seja revelado o caráter de Cristo em você!

Como eu poderia me sentir sendo cristão, falando que sigo a Cristo, e não devolvendo o troco errado? Isso não é o fim do mundo com certeza, pois todos erram, e nem sempre eu vou perceber que estou levando dinheiro a mais no troco. Mas se eu percebi, porque não vou devolver? O que estou querendo dizer é que nós podemos fazer a diferença, não só com aqueles que conhecemos, mas na sociedade como um todo. 

Fazer a diferença com o ajudar a carregar as comprar de uma senhora, ou então a atravessar um cego e encaminha-lo ao seu destino. A dar e receber o troco certo sem questionar... Não importa o que ou como, isso fará uma tremenda diferença no dia de qualquer um. E a noite, quando aquela pessoa colocar a cabeça no travesseiro, irá lembrar: "e aquele moleque que me devolver o troco errado em!?".


Ronnedy Paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário