terça-feira, 7 de agosto de 2012

Sobre nós, segurança, dependência de Deus, e o Salmo 3

SENHOR, como se têm multiplicado os meus adversários! São muitos os que se levantam contra mim. Muitos dizem da minha alma: Não há salvação para ele em Deus. (Selá.) Porém tu, SENHOR, és um escudo para mim, a minha glória, e o que exalta a minha cabeça. Com a minha voz clamei ao SENHOR, e ouviu-me desde o seu santo monte. (Selá.) Eu me deitei e dormi; acordei, porque o SENHOR me sustentou. Não temerei dez milhares de pessoas que se puseram contra mim e me cercam. Levanta-te, SENHOR; salva-me, Deus meu; pois feriste a todos os meus inimigos nos queixos; quebraste os dentes aos ímpios. A salvação vem do SENHOR; sobre o teu povo seja a tua bênção. (Selá.)  Salmos 3:1-8

O salmo terceiro é lindo. Fala ao meu coração de forma particular. Fala dependência por parte do homem para com Deus. Um ser limitado e frágil que necessita do cuidado de alguém que o ama e o sustenta.


A palavra dependência e segurança, na minha opinião são quase interligadas. Veja, segurança é a sensação particular de um indivíduo, quando o mesmo não se sente ameaçado por nenhuma situação externa. Nada de fora pode abalar a sua confiança ou colocar em perigo a sua vida. Por sua vez, dependência é a condição que se dá para a realização efetiva de algo. Ou seja, no caso da segurança há dependência de uma combinação de fatores pacíficos externos e fora de controle do sujeito. Há (no que eu costumo dizer) um convencimento do papel real do ser humano, sem controle nenhum de sua própria vida.

A primeira grande lição que Davi nos passa é a certeza de proteção ou segurança em Deus mesmo quando as pessoas já se levantaram contra Ele. O salmo terceiro começa, talvez, como algo desesperador diante de Deus. “Veja Deus, meus inimigos se levantaram, as pessoas dizem que não há espaço no Teu coração para a minha vida, meus adversários são muitos. Deus dê uma olhada para a minha vida aí, fazendo favor”.

  É uma situação típica em nossos dias, correria, compromissos, frustrações, problemas, crises, sonhos, metas, e diante de tudo isso, lidar com o risco de nada dar certo. É a mistura de uma falta de fé, que o Senhor nos guarda, com uma dose de realismo (do jeito que está, estou frito).

Mas o mais incrível deste primeiro ponto, é o verso de número 3, uma real completude em Deus. O Senhor é meu escudo, socorro bem presente, rocha firme, destra minha, Tu ó Deus, me Sustenta e me guarda. O Senhor me conhece e sabe que o meu coração precisa é do Senhor para vencer as minhas lutas, nada mais.

A segunda lição que o salmista nos passa é quase uma diagnóstico de “bipolaridade”, haha. O mesmo salmista que começa desesperado diante de Deus, agora confia nEle. A segunda lição é que a inconstância da fé do Salmista não abala o cuidado de Deus sobre a vida dele.

Abro parênteses para enfatizar o que fé pode significar no sentido desse salmo. Fé aqui é muito mais que crer no que não se pode ver. Aqui no salmo a fé se trata de uma certeza interna tão grande do salmista que os próprios atos dele não se vão de acordo com essa certeza.

Explico: é como aquela situação de prova em que o aluno acaba de resolver a equação, o resultado bate com o gabarito, mas na hora da transcrição para a folha de respostas ele se perde no meio dos cálculos. O salmista sabe que Deus o ama e cuida de sua vida, mas nesse meio termo tem muita coisa para ele se preocupar, e a ansiedade toma conta da situação; e o foco sai de Deus, e como se fosse o Pedro (o discípulo que conhecemos), ele começa a afundar e Deus volta para tirá-lo da água. Fecho parênteses.


            E por último, o salmo nos ensina o resultado da persistência. É o ato de testemunho. É a simples convicção e reconhecimento de que todos os papéis foram feitos por quem O deveria. É a submissão total. Veja o último verso, a salvação vem de Deus, e sobre teu povo sua benção. É a necessidade extrema dentro de um homem que teve um contato com Deus de abençoar outras vidas, e dizer-lhes, essa vida é real. Confiar em Deus é possível. Circunstâncias não tem a última palavra. Deus é maior que seus problemas. Deus te ama!




Mateus Machado
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário