quarta-feira, 25 de julho de 2012

Relacionamento: Cuide do amor

"Você conhece o ditado: 'Beba da sua cisterna, e tire água do próprio poço'? É verdade. Atenção! Você pode chegar em casa um dia e encontrar o seu barril vazio e seu poço poluído." Provérbios 5.15-16 //A Mensagem


"Ele(a) já não é mais o(a) mesmo(a)?". Você já ouviu alguma vez isso? Pois é, realmente ao passar do tempo o ser humano tende a mudar, a relaxar no que faz. E isso não diz respeito apenas ao relacionamento.

Uma pessoa que começa um curso, por exemplo, está com todo pique possível no começo das aulas. Mas com o passar do tempo, ele vai ficando mais preguiçoso, os trabalhos ficam bem menos elaborados e  muito mais chatos, e aquele vigor é perdido dia após dia.

Porém o amor é diferente. Se ele é verdadeiramente real, torna-se uma fonte inspiradora diferente de qualquer outro sentimento. Se você tem ele como base de alguma coisa, mesmo que essa coisa seja a longo prazo, você irá continuar firme, pois o amor é um fonte inesgotável de paciência, esperança, alegria e de superação. Inesgotável e estranha. Você se sente feliz quando faz o outro feliz. É meio louco, mas é isso o que o amor gera nas pessoas. "É nunca contentar-se de contente".

E embora você diga que não é romântico ou coisa parecida, é necessário que você mantenha a chama do romantismo acessa. Para que não fique aquela coisa mórbida sem graça sabe? 

"Nunca ache que o amor está garantido para sempre, mas conquiste a mesma mulher todos os dias" - Provérbios 5.19 //A Mensagem

Gary Chapman em seu livro "As Cinco Linguagens do Amor", fala da necessidade em ser dito a linguagem do cônjuge, mantendo assim o amor inflamado um pelo outro. Segundo ele, cada pessoa possuí um tanque de amor, e quando a linguagem de amor correspondente a essa pessoa é correspondida, o tranque fica cheio. Mantendo o casal com vigor e apaixonado. Por isso a necessidade de saber aquilo que agrada o outro, e aquilo que não o deixa feliz.

Se você não sabe o que deixa o outro feliz, pegunte: "O que te faz se sentir verdadeiramente amado(a)?". Pois manter esse amor aceso é de extrema importância. Não estou me referindo àquela coisa melosa não. Mas algo especial entre os dois. Seja uma simples cartinha ou uma tarde no parque. Algo entre o casal mesmo. Alguns podem achar tolice e pensar que isso não mudará nada, mas com certeza fará diferença.

Quando você deixa de regar uma planta, ela começa a murchar. Ela precisa de água para sobreviver. Precisa de amor, cuidado, comprometimento, zelo... E sem isso, ela morre!

Creio que você não queira isso. Então saiba, um buquê de flores ainda pode mudar o dia de qualquer mulher; O investimento em um presente para um homem nunca é demais para vê-lo sorrir; E por mais simplista que possa parecer, um jantar a dois ainda é romântico e valorizado. Não importa a forma, contanto que suas atitudes/esforços reflitam o seu amor.

Como eu disse: "A maior inspiração é o amor". Não caia na mesmice, achando que já que vocês namoram há tanto tempo, ou "já nos casamos, não precisamos mais disso" que o romantismo precisa acabar. Como disse Salomão em Provérbios 5.19 //A Mensagem"Não ache que o amor está garantido para sempre..."

Conquiste sua namorada/esposa todos os dias. Faça a diferença no viver do seu namorado/esposo. Ame-o(a) com atitudes, mostre que o amor de vocês é forte demais para ser iguais aos demais.

Seja o mesmo "bobo" que fazia ela rir e fazer seu coração bater mais forte com seu sorriso. Priorize o carinho que você fazia nele no começo do namoro. Fale quanto ele é especial e tudo àquilo que o fazia se sentir bem no inicio do relacionamento.

Orem juntos, apoie um ao outro, seja coluna para ele, e seja cabeça de um relacionamento integro para ela. Para que seja para "todo o sempre"mesmo.

E afinal há uma sutil diferença
em nosso amor,
(ninguém o diga...)

Tu, queres ser feliz...
Eu, quero... te fazer feliz!

O amor é diferente, se inspire nele. Surpreenda, e não deixe que os outros poluam o seu tanque com comentários desnecessários do tipo "isso é brega". Mas viva intensamente o amor.

E lembre-se: "O que realmente fascina não é o extravagante e pensado esporádico. Mas o simples e espontâneo diário". Adorem a Deus através do seu relacionamento, e sejam muito felizes!

“Se eu perguntar, a cada marido, se ama sua esposa, estou certo de que a maioria responderá que sim. Mas a pergunta que eu quero fazer ao marido cristão é: será que sua esposa percebe o seu amor por ela? A pergunta não é se você ama sua esposa, porque creio que deve ser assim, mas é: será que sua esposa capta o seu amor por ela?” Jaime Kemp

Que Deus os abençoe!

Ronnedy Paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário