terça-feira, 31 de julho de 2012

Sobre nós, a nossa rebelião, a vitória do Messias, e o Salmo 2

"Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles. Então lhes falará na sua ira, e no seu furor os turbará. Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião. Proclamarei o decreto: o SENHOR me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei. Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão. Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro. Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra. Servi ao SENHOR com temor, e alegrai-vos com tremor. Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam"  Salmos 2:1-12

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Eu te perdoo

"Esperamos tudo e de todos, mas de repente enquanto andamos, somos surpreendidos com uma flechada bem no meio das costas. E ainda com lágrimas no rosto, olhamos para trás para ver quem atirou, e sem entender, percebemos que foi a pessoa que mais confiamos na terra. E a pior dor não é da flechada em si, mas de saber quem atirou... Será que em uma situação dessa, estaríamos prontos para perdoar e dar as costas novamente?" 



Essa é uma daquelas perguntas que conflitam a nossa mente. Pois a bíblia diz que devemos perdoar, mas a nossa mente não quer isso. Ela deseja vingança!


"Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu hei de perdoar? Até sete? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete." Mateus 18.21-22

Qual seguir, a vontade de Deus ou da carne? 

"Eu porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra." Mateus 5.39

Quando Jesus disse isso, Ele não estava falando para sermos idiotas e sairmos aí apanhando de todos, confiando cegamente no homem. Até porque Jeremias 17.5 já nos alerta dizendo que maldito é o homem que confia no homem. Jesus na verdade está falando para não sermos iguais ao homem mau, pagando 'na mesma moeda' como seria de preste.

Sabe aquela história: "Olho por olho e dente por dente?". Então, Jesus aniquila isso. Ele diz: "Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam." Lucas 6.27-28


Se uma pessoa te fere, e você quer se vingar, vingue-se orando por ela, amando-a. Assim, você deixará ela totalmente sem 'eira e beira'. Porque todos esperam uma atitude da carne, mas se você escolhe Deus, você mostrará a atitude de Cristo. Que é o amor!


"Se você vir seu inimigo com fome, pague um almoço para ele; se ele estiver com sede, traga uma bebida. Sua bondade o deixará sem ação, e o Eterno recompensará você." Provérbios 25.21-22// A Mensagem

E embora isso não seja fácil, é a melhor coisa a fazer. Entregar a Deus e esperar. Levar dentro do peito um sentimento de ódio te deixará totalmente absorto em maldade, mas quando você escolhe amar, apesar das falhas, você se encherá de graça, perdão e amor.

Como quando Jesus foi traído na noite de Sua crucificação. Judas, um dos seus discípulos o traiu com uma das piores das flechadas possíveis, ele O beijou, entregando assim Jesus a morte... Mas ainda ouve outra traição naquela noite. Sabe aquele parceiro que você confia e conversa tudo, mesmo ele sendo às vezes uma 'besta'? Então, creio que Pedro era assim para Jesus, mas ele terminou de enfiar a flecha em seu Mestre o negando três vezes que o conhecia.

Mas isso não deteu Jesus, e Ele não disse: "Olha, eu vou morrer por todos menos para Judas e Pedro". Não, Jesus cumpriu a vontade de Deus. Ele amou incondicionalmente e morreu pelos pecados de todos.

Se alguém te magoou, perdoe. Se você magoou alguém, peça perdão. Mas não deixe que isso o tire do centro da vontade de Deus. Não faça com que o ódio tome o lugar do amor. Não perca as estribeiras. Cumpra a vontade de Deus, pois Ele é quem irá te satisfazer, e em quem você pode realmente confiar.

Se for para dar as costas, que seja. Pois a caminhada nunca é para trás, o alvo está sempre a frente!

Que Deus te abençoe!

Ronnedy Paiva
Colunista

domingo, 29 de julho de 2012

Ovelha de Cristo

“Oração. A Palavra de Deus. Dons espirituais. Sacramentos. Justiça Social. Busca pela santidade. Disciplinas cristãs. Estes são os rios da tradição cristã que fluem rumo ao mar interdenominacional...”. Revista Seu Mundo – ano 1 – número 4 – Editora Mundo Cristão – Entrevista com: Richard Foster e Dallas Willard, falando sobre a diferença entre discipulado e formação espiritual Como se faz um cristão.

Essas são algumas características fundamentais de um filho de Deus, uma ovelha de Cristo. Hoje, em nossa sociedade podemos ver alguns valores muito importantes sendo invertidos e cada vez mais Jovens, adolescentes e adultos tem se entregado a tais valores corrompidos como: violência, desonestidade, desrespeito, injustiça, etc. Mas o que tem a ver valores humanos com características de um filho de Deus? Bom, podemos destacar e ilustrar vários valores como: responsabilidade, justiça, não violência, ética, respeito, honestidade, solidariedade, etc., porém, eles sem a características de um verdadeiro cristão são apenas valores humanos.

Somos criaturas feitas imagem e semelhança de Deus e devemos fazer o que é bom e agradável aos olhos do nosso criador senão será feito conforme diz o texto de Mateus 25:31-46 “e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, ‘como o pastor aparta dos bodes as ovelhas.”...
Para entendermos melhor como ser um filho de Deus e termos as características e valores completos testificados pelo Espírito Santo do Senhor, trarei cinco características vistas no Filho do Homem:

Texto base: Lucas 2:39-52
I- Ânimo (Versículo 43), segundo o Dicionário Aurélio, é ter disposição, coragem, motivação. Jesus teve ânimo para ficar em Jerusalém no templo assim como também nos instruiu em João 16:33 ”Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”

II- Atenção (Versículo 46), Entre os escribas – doutores da lei – Jesus assentado ouvia e interrogava acerca da palavra de Deus. É o que Salomão exorta em Provérbios 5:1 “Filho meu, atende à minha sabedoria; à minha razão inclina o teu ouvido;”

III- Inteligência no Conhecimento e da Sabedoria (Versículo 47), Jesus não estava atrás de qualquer coisa, mas da palavra de seu Pai, do Reino dos Céus: Mateus 6:33 ”Mas buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”.

IV- Missão (Versículo 49), Jesus como filho de Deus tinha uma missão, anunciar o evangelho e o Reino de Deus e nós devemos continuar a espalhar e explicar as boas novas, a Palavra como Ele mesmo nos instruiu: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura...” Marcos 16:15-18. Porque a Obra de Deus não acabou ainda!

V- Relacionamento com Deus (Versículo 40 e 52) traz: as características fundamentais vistas no começo deste artigo: Vida de Oração, Leitura da Palavra, Sacramentos, Justiça Social, Busca pela santidade, Disciplinas cristãs como a Obediência (Versículo 51), Dons Espirituais. Jesus crescia e se fortalecia em espírito, sabedoria, estatura – que no sentido conforme o texto é figurado: Valores – e em graça perante Deus e os homens.

Se você se identificou com uma ou mais características destas destacadas acima, Parabéns, muito bom, e que a cada dia você busque ter não só uma mas todas elas , agora, se você não tem nenhuma ou está buscando tê-las ore um pouco mais, se entregue um pouco mais ao Senhor e deixe-o agir em sua vida tenha uma vida arraigada nos princípios de santificação e Jejum e você verá os resultados aparecerem em sua vida. Agradeço a todos por dispor de vosso tempo para ler este artigo e que Deus venha falar profundamente na sua vida, transformar e abençoar amém! Deus abençoe.

#Post do Leitor

sexta-feira, 27 de julho de 2012

É preciso amar as pessoas como senão houvesse amanhã!

 Como é amar as pessoas pra você? Tem sido fácil? Você consegue amar até mesmo aquela pessoa que não te agrada?
  Pois é, acredito que o mais difícil de se fazer é amar aquele com quem não nos damos bem, aquele que “o santo não bate”.  Amar a quem a gente gosta é fácil, amar seu amigo, seu irmão, seus pais é muito fácil, essas pessoas conseguimos amar como se não houvesse amanhã sem problema algum, mas e os outros, conseguimos da mesma forma?



  Jesus nos ensina que devemos amar ao nosso próximo como a nós mesmos. E quem é o nosso próximo?  O nosso próximo é todo aquele que está perto da gente e aquele com quem não temos contato. Sim, um mendigo é seu próximo, e você tem por dever amá-lo, por mais complicado que seja.

“Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.” 
Marcos 12:30-31

  Para amar conseguir amar nosso próximo devemos amar PRIMEIRAMENTE a Deus. Ele deve ser prioridade em tudo na nossa vida. Só amaremos aquela pessoa que não nos damos bem quando amarmos a Deus de todo nosso coração e quando Ele for prioridade na nossa vida.
  Que todos possamos amar ao nosso próximo, até aquela pessoa que não conhecemos. E que Deus seja o primeiro nas nossas vidas e o nosso primeiro amor, aquele que nunca acaba!

Marianna Moreno
Outros

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Nunca perca a esperança

Ó minha alma, espera silenciosa somente em Deus, 
porque dele vem a minha esperança. 
Salmos 62:5

        Esperança: é uma crença emocional na possibilidade de resultados positivos relacionados com eventos e circunstâncias da vida pessoal. A esperança requer uma certa perseverança -  acreditar que algo é possível mesmo quando há indicações do contrário. O sentido de crença deste sentimento o aproxima muito dos significados atribuídos à fé.
       Então, num primeiro momento, podemos achar fácil nos alegrar na esperança. Por que? Porque sempre estaremos esperando coisas boas. Ninguém vai ter esperança de uma coisa ruim e geralmente a esperança está atrelado à realização de um sonho.
       O grande problema é que na totalidade das ocasiões, não temos a menor ideia do tempo que levará a espera. Aquilo que estamos esperando pode acontecer logo, demorar um pouco ou demorar muito.
       E, com certeza, dentre as pessoas que estão lendo este texto, existem algumas que estão esperando a longo tempo, ou seja, ainda continuam esperando. Já se passaram tantos anos que a esperança está sumindo, se já não sumiu.
      E quando isto acontece uma tristeza muito grande toma conta das pessoas, sabe por que? Porque a esperança nasce em nosso coração para se cumprir. O sentimento de perda é muito grande.
      Imagine você esperar por alguma coisa durante anos e, de repente, chegar à conclusão que aquilo não acontecerá, aquilo que você sonhou, que levou a uma série de renúncias, não vai acontecer, em sua opinião.
      Isto me levou a um questionamento, ora, a Palavra de Deus nos diz para que nos alegremos na esperança, e chegamos à conclusão que diversas pessoas, neste momento, estão sofrendo por terem perdido, em algum momento de suas vidas, a esperança.
      Neste post quero te encorajar e te ajudar a não perder a esperança através de 3 tópicos:

Não abandone o que Deus te deu

          Em algum lugar dentro de você existe um sonho. Você tem uma visão de como o mundo deveria ser. Você tem um talento singular a oferecer. Foi Deus quem lhe criou e na Sua imensa sabedoria Ele te criou um pouco menor do que os anjos (Salmos 8:5). Saiba, portanto que os afazeres e os retrocessos da vida cotidiana podem se transformar numa prisão ou numa pista de decolagem. Não importa quão pra baixo você esteja se sentindo, sempre existe esperança. Sempre existe esperança para aquele que tem os seus voltados para o Deus que é especialista em transformar crucificações em ressurreições. Não abandone o seu sonho. Você foi criado para expressar, criar, construir, amar, inspirar, viver. Só Deus pode mandar você parar uma coisa e começar outra.

Tenha uma memória ativada para lembrar de coisas boas

Pesquisadores da Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, descobriram que simplesmente lembrar coisas boas que aconteceram ajuda a aumentar a felicidade das pessoas em até 15%. Outras técnicas que ajudaram a aumentar a alegria incluíram expressar gratidão, sorrir e fazer algo gentil para outra pessoa. Tenha domínio do que você pensa. Quando estiver sem esperanças, lembre-se de tudo aquilo que Deus já fez, o que Ele está fazendo e o que ainda vai fazer por você.

Ore

        "Portanto deixemos que a oração seja nossa primeira atividade logo de manhã, e a última ao findar o dia. Evitemos diligentemente o falso e enganoso pensamento que diz: Espera um pouco, logo mais orarei uma hora inteira; mas, agora, tenho isto e aquilo para fazer. Com tais pensamentos troca-se a oração pelos negócios, de tal maneira que se acaba por não orar o dia inteiro.” Martinho Lutero.
Jamais deixe de falar com Deus, diga a Ele como você se sente e que está perdendo as esperanças, Ele prontamente estará ali para te ajudar. Precisamos começar a praticar esta verdade, para descobrir as ciladas do diabo, e impedi-lo de agir, para que nossas vidas sejam abertas e possamos receber as respostas que Deus tem para cada um de nós. Não desanime, não deixe de orar, não deixe de buscar a Deus em sua vida, mesmo que pareça que Deus não esteja te ouvindo. Saiba que Deus não te desamparará, pois você é fruto do sonho de Deus.


Carol Cruz
Colunista

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Relacionamento: Cuide do amor

"Você conhece o ditado: 'Beba da sua cisterna, e tire água do próprio poço'? É verdade. Atenção! Você pode chegar em casa um dia e encontrar o seu barril vazio e seu poço poluído." Provérbios 5.15-16 //A Mensagem


"Ele(a) já não é mais o(a) mesmo(a)?". Você já ouviu alguma vez isso? Pois é, realmente ao passar do tempo o ser humano tende a mudar, a relaxar no que faz. E isso não diz respeito apenas ao relacionamento.

Uma pessoa que começa um curso, por exemplo, está com todo pique possível no começo das aulas. Mas com o passar do tempo, ele vai ficando mais preguiçoso, os trabalhos ficam bem menos elaborados e  muito mais chatos, e aquele vigor é perdido dia após dia.

Porém o amor é diferente. Se ele é verdadeiramente real, torna-se uma fonte inspiradora diferente de qualquer outro sentimento. Se você tem ele como base de alguma coisa, mesmo que essa coisa seja a longo prazo, você irá continuar firme, pois o amor é um fonte inesgotável de paciência, esperança, alegria e de superação. Inesgotável e estranha. Você se sente feliz quando faz o outro feliz. É meio louco, mas é isso o que o amor gera nas pessoas. "É nunca contentar-se de contente".

E embora você diga que não é romântico ou coisa parecida, é necessário que você mantenha a chama do romantismo acessa. Para que não fique aquela coisa mórbida sem graça sabe? 

"Nunca ache que o amor está garantido para sempre, mas conquiste a mesma mulher todos os dias" - Provérbios 5.19 //A Mensagem

Gary Chapman em seu livro "As Cinco Linguagens do Amor", fala da necessidade em ser dito a linguagem do cônjuge, mantendo assim o amor inflamado um pelo outro. Segundo ele, cada pessoa possuí um tanque de amor, e quando a linguagem de amor correspondente a essa pessoa é correspondida, o tranque fica cheio. Mantendo o casal com vigor e apaixonado. Por isso a necessidade de saber aquilo que agrada o outro, e aquilo que não o deixa feliz.

Se você não sabe o que deixa o outro feliz, pegunte: "O que te faz se sentir verdadeiramente amado(a)?". Pois manter esse amor aceso é de extrema importância. Não estou me referindo àquela coisa melosa não. Mas algo especial entre os dois. Seja uma simples cartinha ou uma tarde no parque. Algo entre o casal mesmo. Alguns podem achar tolice e pensar que isso não mudará nada, mas com certeza fará diferença.

Quando você deixa de regar uma planta, ela começa a murchar. Ela precisa de água para sobreviver. Precisa de amor, cuidado, comprometimento, zelo... E sem isso, ela morre!

Creio que você não queira isso. Então saiba, um buquê de flores ainda pode mudar o dia de qualquer mulher; O investimento em um presente para um homem nunca é demais para vê-lo sorrir; E por mais simplista que possa parecer, um jantar a dois ainda é romântico e valorizado. Não importa a forma, contanto que suas atitudes/esforços reflitam o seu amor.

Como eu disse: "A maior inspiração é o amor". Não caia na mesmice, achando que já que vocês namoram há tanto tempo, ou "já nos casamos, não precisamos mais disso" que o romantismo precisa acabar. Como disse Salomão em Provérbios 5.19 //A Mensagem"Não ache que o amor está garantido para sempre..."

Conquiste sua namorada/esposa todos os dias. Faça a diferença no viver do seu namorado/esposo. Ame-o(a) com atitudes, mostre que o amor de vocês é forte demais para ser iguais aos demais.

Seja o mesmo "bobo" que fazia ela rir e fazer seu coração bater mais forte com seu sorriso. Priorize o carinho que você fazia nele no começo do namoro. Fale quanto ele é especial e tudo àquilo que o fazia se sentir bem no inicio do relacionamento.

Orem juntos, apoie um ao outro, seja coluna para ele, e seja cabeça de um relacionamento integro para ela. Para que seja para "todo o sempre"mesmo.

E afinal há uma sutil diferença
em nosso amor,
(ninguém o diga...)

Tu, queres ser feliz...
Eu, quero... te fazer feliz!

O amor é diferente, se inspire nele. Surpreenda, e não deixe que os outros poluam o seu tanque com comentários desnecessários do tipo "isso é brega". Mas viva intensamente o amor.

E lembre-se: "O que realmente fascina não é o extravagante e pensado esporádico. Mas o simples e espontâneo diário". Adorem a Deus através do seu relacionamento, e sejam muito felizes!

“Se eu perguntar, a cada marido, se ama sua esposa, estou certo de que a maioria responderá que sim. Mas a pergunta que eu quero fazer ao marido cristão é: será que sua esposa percebe o seu amor por ela? A pergunta não é se você ama sua esposa, porque creio que deve ser assim, mas é: será que sua esposa capta o seu amor por ela?” Jaime Kemp

Que Deus os abençoe!

Ronnedy Paiva
Colunista

terça-feira, 24 de julho de 2012

Sobre nós, a felicidade dos Justos, o castigo dos ímpios, e o salmo primeiro


            Comentar o Salmo 1 ou popularmente conhecido com “salmo primeiro” é um enorme prazer, assim como todos os demais salmos que meditaremos a partir dessa semana. Que Deus nos abençoe durante esse desafio. E que ao final, ele sirva de uma aproximação com o Pai.

“Bem aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o SENHOR conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá” Salmos 1

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Pelo que temos sido [Re]conhecidos?

Hoje em dia é fácil mostrar que você é cristão. Basta falar algumas frases clichês ao vento como "Misericórdia; Sangue de Jesus tem Poder; Em nome de Jesus" e algumas outros, ou então usar uma camiseta com dizeres evangélicos. Existem ainda uns mais radicas que postam versículos no Facebook e Twitter e se acham os missionários. Mas isso mostra pelo menos que eles vão à igreja ou sabem alguma coisa da bíblia. Porém se não houvesse esses artifícios e não pudéssemos falar que somos cristãos, como em alguns países perseguidos. Pelo que seríamos reconhecidos? Pelo amor!?


A bíblia nos diz em João 13.35 que seremos conhecidos como discípulos de Cristo se tivermos amor uns pelos outros. E embora esse 'outros' seja usado geralmente como nosso próximo distante, queria 'trazê-lo' para um próximo mais perto. Nossos amigos, familiares, vizinhos... Como eles tem nos reconhecidos como cristãos?

Será que o amor de Cristo em nos tem sido demostrado em nossas atitudes e palavras? Será que o nosso amigo, por exemplo, que está passando por uma crise familiar tem sido abençoada por nossa vida enquanto só falamos de futebol e não o ajudamos? Ou temos 'falado' do amor de Deus quando consolamos nossa amiga que acabou de terminar um relacionamento de 2 anos com seu namorado dizendo palavras como "a vida é assim mesmo, esses homens de hoje não prestam, são todos uns cafajestes". Ou ainda temos mostrado a revolução que Cristo gerou em nossas vidas continuando discutindo com nossos pais por fazermos as mesmas coisas que eles não queriam que fizéssemos?

Temos demonstrado o amor dAquele que nos tirou outrora das trevas para Sua maravilhosa luz? Ou temos sido reconhecidos como cristãos somente porque andamos com a bíblia de baixo do braço? 

Jesus não saiu por aí com uma camiseta "Só o Senhor é Deus", ou com uma bíblia na mão. Ele mostrou que era um 'discípulo' de Deus, que era Seu enviado através de suas atitudes. Não que seja errado usar essas peças de roupa ou postar versículos. É até bom, mas sem isso, pelo o que as pessoas apontariam para você e diriam "acho que ele é crente"Como você tem sido reconhecido como discípulo de Cristo pelo mundo? Você tem feito a diferença!?


Uma vez no colégio, quando eu ainda estuda, uma menina falou assim pra mim: "Ah, você também é evangélico?". Não que seja um título isso, mas me doeu na alma ouvir aquilo, porque pensei: "Caraca, o que eu tenho feito para ser reconhecido como cristão?" Esse realmente foi um testemunho infeliz. Mas teve uma outra vez que, enquanto eu trabalhava, veio um morador de rua pedir dinheiro, e como eu não tinha, falei a verdade para ele. O cara foi embora e tudo beleza. Passado alguns dias esse mesmo homem voltou ao meu trabalho, e me disse: "Semana passada eu estive aqui pedindo dinheiro e você não me mandou embora, você foi gentil comigo. Continue no caminho dEle -e apontou para um crucifixo pendurado na parede- que você está no caminho certo" E apertou a minha mão e me elogiou na frente do meu patrão e foi embora. Nesse dia eu fiquei muito feliz, porque esse cara reconheceu Cristo em um simples dizer meu: "Desculpe, não tenho dinheiro".

Mas existe outra pergunta: Como você tem sido conhecido por Deus como cristão?

Falar que é cristão é fácil. Parecer ser crente na frente dos outros é moleza. Mas como é ser cristão quando ninguém olha, quando só Deus vê? Será que temos sido crentes só por fora, mas por dentro estamos podres, odiando mais que amando?

Odiando aquele maluco que cruzou a preferencial fazendo com que você freasse bruscamente?... Odiando aquele mal educado que trombou em você no ônibus te deslocando sem ao menos te pedir desculpas?... Odiando e tendo pensamentos com palavras de baixo calão para ofender aquele professor que te anulou uma questão somente porque se esqueceu de uma vírgula?... Será que temos amado mais do que odiado, ou vice e versa?

- "Ah, mas ninguém ouviu os meus pensamentos". Verdade! Ninguém que importe ouviu, só Deus mesmo... Ele conhece o nosso coração, sabe o que pensamos e qual é a real intenção das nossas atitudes. Se estamos sendo verdadeiros com uma pessoa ou não. Se fazemos algo por simples obrigação ou por amor. Não da para engana-Lo. Mesmo que ninguém veja, temos que ser cristão nos momentos que estamos sozinhos. Esses são os momentos mais difíceis. Porque ninguém vê, só Deus.

Deus conhece o nosso coração, e Ele sabe se estamos adorando a Ele verdadeiramente em amor, ou se estamos apenas nos enganado achando que Deus verá as nossas obras e nos recompensará. O apostolo Paulo em 1 Coríntios 13 diz que sem amor, estamos falidos. Ainda que conheçamos todos os mistérios de Deus e tenhamos fé a ponto de fazer um monte pular, ou ainda venhamos morrer como mártir, sem amor, não chegamos a lugar nenhum. Não somos nada!

Pelo que o mundo tem te reconhecido como cristão? Pelo que você tem falado ou pelo que você tem feito? E Deus, como Ele tem te conhecido como cristão? Como um 'crentino' qualquer ou como um verdadeiro discípulo de Cristo? 

Será que temos levado a sério João 13.34 ou é apenas mais um versículo bonitinho? 

"Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outros" João 13.34

Realmente nós não somos perfeitos. Mas não quer dizer que precisamos ser falsos, demonstrando amor por mera obrigação. Deus não quer isso. Deus quer um coração que ame verdadeiramente. Ele deseja encontrar adoradores que o adorem em Espirito e em Verdade como diz João 4.23. Ele não quer adoradores, discípulos, cristãos que amem por mera obrigação!

Se algum dia você já esteve, ou está apaixonado, saberá do que eu estou falando. Pois quando estamos apaixonados, ansiamos demonstrar o nosso amor pela pessoa. Mostrando que realmente ela é importante para nós. E quando estamos apaixonados por Deus, temos tido esse mesmo sentimento? 

Se o amamos, iremos buscar as formas de agrada-Lo, e isso vêm através da leitura da Palavra. E percebendo o que Ele quer, demonstraremos o nosso amor por Ele amando ao nosso próximo. Não por obrigação, não para ser reconhecido pelos outros como o bonzinho e tal. Mas por amor!


"Em me amares, tornaste-me amável." Santo Agostinho



Ronnedy Paiva
Colunista

sábado, 21 de julho de 2012

O que realmente importa

Não importa o que eu diga, creia e faça; sem amor, estou arruinado.1Coríntios 13.3b;Msg

                  Amor significa viver da maneira que Deus nos mandou viver. Como vocês ouviram desde o início, o seu mandamento é este: Viva uma vida de amor.                     2João 1.6; NCV 

Viver consiste em amar.
Uma vez que Deus é amor, a lição mais importante que ele quer que você aprenda na terra é como amar. É quando amamos que somos mais parecidos com ele, demodo que o amor é o fundamento de todos osmandamentos que ele nos deu:

Toda a lei pode ser resumida neste único mandamento: “Ame aos outros como você ama a si mesmo” (Gálatas 5:14). 

Aprender a amar altruisticamente não é tarefa fácil; vai contra a nossa natureza egoísta. É por isso que temos toda uma vida para aprender. É lógico que Deus quer que amemos a todos, mas ele se interessa especialmente por que aprendamos a amar as outras pessoas que fazem parte de sua família. Esse é o segundo propósito para nossa vida. Pedro nos diz:

Mostrem um amor especial pelo povo de Deus. (Pedro 2:17b) 

Paulo expressa o mesmo sentimento:
Quando tivermos oportunidade de ajudar a alguém, nós devemos fazê-lo. Mas devemos dar uma atenção especial àqueles que são da família dos crentes. (Gálatas 6:10)

Por que Deus insiste em que devemos dar amor e atenção especial aos outros crentes? Por que eles devem ser priorizados? Porque Deus quer que sua família seja conhecida pelo seu amor, mais do que por qualquer outra coisa. Jesus disse que nosso amor uns pelos outros — e não nossas crenças doutrinárias — é o nosso maior testemunho perante o mundo. Ele disse:

Esse  profundo amor que vocês tiverem uns pelos outros  provará ao mundo que vocês são meus discípulos.(1Corintios 14:1a)

No céu, desfrutaremos da família de Deus para sempre, mas primeiro temos algum trabalho duro para fazer aqui na terra, a fim de nos prepararmos para uma eternidade de amor. Deus nos educa dando “responsabilidades familiares”, e a principal é a prática de amarmos uns aos outros.É da vontade de Deus que você tenha uma associação íntima e constante com os outros crentes,para que possa desenvolver a habilidade de amar. O amor não pode ser aprendido solitariamente. Você tem de ter pessoas por perto — pessoas irritantes,imperfeitas e frustrantes.

trecho retirado do livro "Uma vida com propósitos de Rick Warren".


Rennan Reichardt
Colunista

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Deus fez um AMIGO pra mim!

  Como seria viver sozinho? Como seria viver sem ninguém por perto? Como seria não conversar com ninguém? Como seria não ter pra quem contar às coisas que acontecem conosco?

  Deus faz tudo com perfeição e não nos deixou sem ter alguém com quem possamos contar de verdade. Ele criou pessoas especiais para cada um, e nos tornou pessoas especiais para outros. Essas pessoas não são parte da nossa família, mas por as amarmos tanto as consideramos como tal.


  Uma das definições de amizade que eu encontrei e que mais gostei é que: Amizade: A união de dois corpos que formam uma só alma.” Quando encontramos um verdadeiro amigo, nos deparamos com alguém que formará uma mesma alma conosco, porque ele nos entende, nos ama, chora conosco, ri conosco, não nos abandona!

  A Bíblia nos diz que existe um amigo mais chegado que um irmão.

há um amigo mais chegado do que um irmão.” 
Provérbios 18:24b

  Esse amigo é mais chegado que um irmão por justamente ser aquela pessoa que ficará ao nosso lado, nos dará apoio, rirá quando rirmos e chorará quando chorarmos. Deus nos deu essas pessoas especiais, colocou na nossa vida de acordo com o que precisaríamos ao decorrer da nossa vida, pois Ele sabe o que vamos precisar.

  Sou grata a Deus pelos amigos que tenho, pelas amizades verdadeiras que consegui cultivar, por cada pessoa que Ele colocou na minha vida e por cada momento que já passei com eles.

Marianna Moreno
Outros

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Por que Deus usa os pecadores?

            Se é bem-sucedido, obviamente vem de Deus. Certo? Se traz benefício espiritual, não resta dúvida! É assim que muitas pessoas julgam pessoas e obras dos homens, imaginando que o fim justifique o meio, e até prove a aprovação de Deus das pessoas usadas para o bem dos outros. Deus pode usar pessoas com falhas para cumprir seus planos? Ele pode permitir que alguém sirva para ajudar outros, e ainda reprovar aquele mensageiro?

           As aplicações deste raciocínio são muitas. Alguns justificam o adultério porque Davi era homem segundo o coração de Deus (Atos 13:22). Outros defendem práticas erradas nas igrejas (mulheres pregando, todo tipo de show musical, atividades de entretenimento, apelos materialistas, etc.) porque servem para encaminhar algumas pessoas para Cristo. Num mundo de marketing e comércio, não deve nos surpreender que o “lucro” no final da folha de balanço se torne o único medidor importante.

          Mas o estudo da palavra deixa bem claro que o julgamento de Deus é outro. Ele frequentemente usa pessoas com falhas, e até atos errados destas pessoas, para cumprir seus planos. Jamais devemos distorcer este fato para justificar o erro. Pense comigo:

          Perez era filho de Judá e Tamar, e se tornou antepassado de Jesus (Mateus 1:3). Mas a relação deles envolvia promessas quebradas, engano e prostituição (Gênesis 38). Deus usou estas pessoas, mas não aprovou os pecados delas. A genealogia de Deus inclui adúlteros, assassinos, idólatras, etc. Deus usou pessoas com falhas para trazer Jesus ao mundo!


          Quando Pedro decide obedecer ele recebe os frutos de sua obediência (a pesca maravilhosa), mas a ficha dele cai para o seu pecado, ele se dá conta da sua incredulidade e percebe que seus olhos estavam fitados no tamanho do problema e não na autoridade do nome de Jesus, e ele se prosta diante de Jesus confessando não ser digno de estar diante dEle, e logo em seguida Jesus reconhece o coração de Pedro e diz que ele não precisa ter medo que em breve ele seria pescador de homens.

          Sabemos bem que diante de Deus todos nós nascemos na condição de criaturas pecadores, mas somos justificados dos nossos pecados mediante a graça de Deus, ao enviar Cristo para morrer por nossos pecados (I Prdro 3.18). Essa passagem fala exatamente disso, onde Jesus reconhece que Pedro é um pecador (como todos nos), mas reconhece ainda nele um coração quebrantado e deseja usá-lo como pescador de homens.

         Deus pode usar o pecado do homem para cumprir seus planos, mas isso não justifica o erro. Os irmãos de José pecaram nas suas más intenções, mas Deus usou o erro deles para salvar uma nação (Gênesis 50:20). Judas pecou, mas Deus usou sua traição para um fim proveitoso (Mateus 26:24).Os judeus mataram Jesus, mas Deus usou este pecado para cumprir seus planos (Atos 3:13-19).


         Se refletir um pouco, perceberá que Deus constantemente usa pessoas com falhas para cumprir seus propósitos, porque ele trabalha por meio de pessoas imperfeitas – como você e eu! Ele escolheu sacerdotes imperfeitos (Hebreus 7:23,27), apóstolos imperfeitos (2 Coríntios 4:7; Gálatas 2:11; Filipenses 3:12), etc.

        O fato de alguém servir para pregar a verdade aos outros não significa que a própria pessoa necessariamente chegará ao céu (1 Coríntios 9:27). Cada um será julgado pelo reto Juiz (2 Coríntios 5:10; João 12:48).

        Deus reconhece nosso pecado, sabe exatamente como somos e de nossas limitações, mas Ele não está interessado no tamanho do nosso pecado e sim em nos usar da forma que Ele quer e da forma como estamos, para que a transformação que ocorra nas nossas vidas seja motivo de testemunho para Glória do Seu nome, nós só precisamos ter um coração disposto, obediente e conhecedor dos nosso erros.

Deus o ama do jeito que você é, mas não quer deixá-lo da mesma maneira. 
Ele quer que você seja simplesmente como Jesus. 
Max Lucado


Carol Cruz
Colunista

quarta-feira, 18 de julho de 2012

O que realmente importa, Jesus.


            Acho que eu nasci na geração errada. Não me considero velho, só diferente. Não me considero acima do bem e do mal, apenas indiferente à algumas opiniões. Não sou duro demais a respeito da bíblia, só acho que ela é indiscutível. Não sou crítico a respeito de sermões, mas penso que tudo o que for feito para Deus, deve ser com excelência.
           
            Não sou nada moderno, acredito nas tradições. Não sou nada inovador, acredito na simplicidade. Não sou muito explicativo, apenas “sim sim e não não”.

            Acho que assim como Jesus, as vezes tenho vontade de quebrar tudo dentro dos templos sabe? Uma vontade de olhar para cada um dos que tanto falam de Deus, e nos “bastidores”, na intimidade, no dia-a-dia, na hora de colocar em prática “arregam” e questioná-los sobre a intenção do coração? (Lucas19:45-38 / Marcos 7:6 / Mateus 15:7-11).


                Às vezes, acho que isso é o correto, voltar ao primitivo. Concordo com inovações de vez em quando, é bom. Mas algumas vezes pareço cético. É como se fossem criados tantos enfeites, tantos ajustes, tantos atalhos que o destino acaba sendo esquecido.

            Concordo com o provérbio chinês que “estradas são feitas para caminhos e não para lugares”. Mas também concordo que se não há um alvo (Filipenses 3:14) a seguir, o caminho se confunde e o destino se perde. Você se confunde de peregrino para conterrâneo. 


            Existe apenas um caminho! Não existem meias verdades! E que só devo viver somente uma vida.(João 14:6)

                Creio na simplicidade da fé. Creio num Senhor manso e humilde(Mateus 11:29). Creio num Deus superior as minhas falhas. Creio num amor que me espera, crê e suporta(1 Coríntios 13:7). Creio que hoje eu vivo pela graça(Efésios 2:8). Creio que se Deus é por mim, quem será contra mim?(Romanos 8:31) Creio que posso subir no lugar mais alto, ou descer no lugar mais fundo, o Espírito de Deus me cercará (Salmos 139:8-10). Creio que nada é capaz de nos afastar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 8:38-39). Creio que tudo que eu escrevi aqui, não foi dito por mim, mas que é algo vindo Dele, por Ele e para Ele (Romanos 11:36).

            A Ele? A glória, o louvor e o domínio para todo sempre. Jesus Cristo, nosso Senhor, servo, amigo, salvador e messias. Não quer mais nada. Quer um espaço na sua vida somente.


Que Deus te abençoe, 
Que você seja cheio do Espírito Santo 





Mateus Machado
Colunista

terça-feira, 17 de julho de 2012

Salvo, para salvar!

Eu já contei essa história que aconteceu comigo uma vez no Blog, mas queria compartilhar ela novamente, mas agora abordando outro assunto. Se você já à leu, leia novamente, e se você ainda não viu, terá a oportunidade de saber o que aconteceu nessa história cômica tempos atrás.

- Há alguns anos atrás, eu e mais um amigo íamos correr em um lugar publico perto de nossas casas todos os dias -manter a forma e tal- E um dia, um vizinho desse meu amigo foi junto. Nós tínhamos entre 15 e 16 anos, e esse garoto 11 anos. Chovia esse dia, fraco, mas o bastante para que o córrego que cortava esse local que geralmente batia em nossos pés, tivesse força o bastante para levar uma pessoa, pois sua altura agora batia um pouco acima de nossos joelhos... Dentro desse córrego tinha um cachorro, e ele não conseguia sair da água por causa da força da correnteza, e então descemos para resgata-lo... O cachorro não deixava que chegássemos perto dele, e assustado, ele se distanciava de nós. Então eu e meu amigo saímos da água, subimos a contenção feita de parede que o córrego tinha, e fomos esperar o cachorro um pouco mais a frente, e assim que ele chegasse perto, 'assustaríamos' ele parar subir a 'parede' e sair da água... Mas o menino de 11 anos ficou dentro da água tentando resgata-lo, e a correnteza começou a leva-lo junto, e assustado ele gritava o nome do meu amigo, então eu desci a contenção e pulei na água para agarra-lo, logo após meu amigo nos puxou para cima, e sem que víssemos, o cachorro também saiu. Como!? Eu não vi, mas todos saíram bem desse acontecimento... Depois rimos muito, falamos que mandaríamos essa história para o Programa do Gugu, no quadro "Aconteceu Comigo"...

Não estou contando essa história por um sentimentalismo piegas, para mostrar o que eu fiz ou para que me chamem de Herói. Não, realmente eu não sou isso. Apenas estou contando para fazer uma pergunta para vocês: Você daria a sua vida para salvar outra?

Você entraria na frente de um carro para salvar um desconhecido que está a ponto de ser atropelado, ou então pularia na frente de uma bala para salvar outrem? Talvez você responda: "Ah, se for da minha família até que eu pularia, faria qualquer coisa para salvá-lo."

Será que faria mesmo isso pela sua família? Bom, não estou aqui para discordar ou duvidar. Mas você tem feito isso no seu dia a dia?


Como assim?

A Palavra de Deus fala que o nosso corpo voltará a pó quando morrermos, mas e a nossa alma, para onde irá? Às vezes temos um amigo, ou então um ente da família e o vemos sem rumo, sem Cristo, mas não abrimos a nossa boca para falar de Deus. Um Deus que nos resgatou outrora também e nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz. Um Deus que nos ama tão absurdamente que é quase impossível ficar calado diante dessa glória... Até em nossas atitudes, demonstramos o amor dEle por nós, e nosso por Ele.

Lembrem-se, um dia todos nós morreremos, mas podemos ter a vida eterna. Se nos entregarmos ao Criador, teremos nossa morada eterna nos céus, ao lado de Deus. Isso nós já sabemos, mas e aqueles que desconhecem isso? Eles sabem que um dia Deus mandou Seu Filho primogênito para morrer em nosso lugar, para que todos, todos tenham direito a vida, e vida em abundância?

Então se você tem oportunidade, não deixe de salvar sua família. Entre na brecha, apresente esse Deus através de suas atitudes, fale desse amor que nos deixa atônitos, motivados, e totalmente alegres, para que todos possam desfrutar dEle também.

Jesus quando veio a terra, não veio principalmente para curar células, mas para salvar vidas. E vemos isso com o paralítico que foi levado a ele e que desceu pelo telhado. Jesus perdoou seus pecados. Porque mais vale sofrer aqui, e ter a vida eterna, do que desfrutar de uma vida inteira e voltar ao pó e não obter a vida eterna. Jesus o salvou perdoando ele, mas depois o curou de sua paralisia... Ele não veio para os sãos, mas para os doentes. 

Não estou aqui jogando um fardo para você, dizendo que você tem que salvar todos da sua família, e que se não fizer isso queimará no inferno. Não, não é isso. Mas duvido que você não queira ver aquele seu tio que vive bêbado na igreja domingo adorando. Ou aquele seu primo viciado em drogas na célula de quarta-feira dando seu testemunho... Como eu disse, entre na brecha, quando eles tiverem mal, precisando de um ombro amigo enquanto todos o julgam e o deixam de lado, vai lá, faça como Jesus faia, ofereça sua ajuda, ore, fale que existe uma saída, e mostre que o amor de Deus é melhor do que qualquer coisa. E quem sabe um dia eles não possam ir à frente da congregação e dizer "Aconteceu comigo, mas saímos todos bem... Para a glória de Deus"

"Não morrerei; mas vivo ficarei para anunciar os feitos do Senhor." Salmos 118.17-18


Ronnedy Paiva
Colunista

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Deus e minha lista de pedidos

E no fim da noite, já na cama, sentados de baixo dos cobertores, pedimos, agradecemos, pedimos mais um poucos, e enfim dormimos... 

"Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites." 
-Tiago 4:3

Jesus disse que tudo quanto pedirmos em Seu nome, Ele nos dará, para que o Pai seja glorificado no Filho (Jo 14:13). Mas infelizmente abusamos disso, na verdade, muitas pessoas pregam isso: "Venha a igreja e seja curado, tenha sua situação financeira resolvida e blá blá blá...". E pior, eles barganham com o seu rebanho, prometem curas, restaurações conforme a fé da pessoa, e essa fé é medida através das ofertas. Ofertas em dinheiro!

E assim vemos cada vez mais pessoas buscado a Deus pelo que Ele pode dar, e não pelo que Ele é (Amor, Santo, Fiel, Salvador, enfim). 

Nós temos um Deus galoador, mas Ele quer que O amemos de todo o nosso coração, guardando os Seus mandamentos, fazendo as Suas obras, e ainda que com muitas falhas e inúmeros pecados, Ele nos abençoará, não porque merecemos, mas porque Ele nos ama, e quer que mudemos, e Ele sempre estará pronto para nos perdoar quando confessamos nossas transgressões. 


"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça,  todas estas coisas vos serão acrescentadas." -Mateus 6:33

Se buscarmos as coisas do Reino, a justiça de Deus, amando-O acima de tudo, as demais coisas nos serão acrescentados posteriormente. Deus conhece as nossas necessidades, e sabe o que realmente precisamos.

Claro que podemos pedir a Deus, Ele é o nosso Pai, e quer ouvir da nossa boca o que desejamos. Mas uma coisa é pedir, e outra exigir... Ou então busca-Lo somente pelo que Ele pode nos dar, e não porque O amamos.

Deus é fiel galoador, mas que possamos ama-Lo acima de tudo, buscando Suas coisa primeiramente. Lembrando que se cuidarmos das coisas dEle, Ele cuidará das nossas!

Que Deus te abençoe!


Ronnedy Paiva
Colunista 

sábado, 14 de julho de 2012

Não desista, confie em mim, não desista!


A capacidade do ser humano em enfrentar as adversidades que estão na sua frente as vezes não tem explicação. O ser humano, quando chega ao seu limite, ele tem ainda 30% de sua energia para se manter. Porém, muitas das vezes, não chegamos nem no nosso limite muito menos na “reserva”. E as vezes essa energia que guardamos faz toda a diferença, é aquela energia que nos tira da nossa zona de conforto e nos coloca no lugar onde é que deveríamos estar.

È assim que Deus está no seu ouvindo, do seu lado quando você tem um problema e que você acha que o problema é maior que você. Quando você não aguenta mais, Deus está ali do seu lado falando pra você “Não desista, Não desista, confie em mim, não desista!” Deus sempre quer o nosso melhor e esperar de nós, a nossa confiança n’Ele. É passo a passo porque você consegue. E quanto você mais enfrentar de frente o seu problema em vez de abaixar sua cabeça, você vai conseguir.

O Amor de Deus nessa hora traz força, refrigério e mansidão. Deus está com você e ele divide do seu fardo com você e isso se torna mais fácil (Mt 11:10). Grande homens da Bíblia como Moisés, Abraão, Davi, Josué, cada um enfrento adversidades em sua vida, porém não abaixaram sua cabeça e não desistiram.

Quando o povo de Israel estava no deserto por 40 anos, Moisés ouviu repetidas vezes essa frase: “Quem dera a mão do Senhor nos tivesse matado no Egito!” até mesmo foi tomado como culpado “por que você nos tirou do Egito? Foi para matar de sede a nós, aos nossos filhos e aos nossos rebanhos?”. Imagine se Moisés mesmo assim tivesse desistido, mas  ele sempre buscava sua força e sabedoria em Deus, esse é o grande diferencial quando temos Deus ao nosso lado. Deus sempre estará do seu lado te incentivando enquanto as criticas vem. Ele quer que você persevere para tirar de dentro de você o seu melhor.

Isso chama-se superação. Você consegue superar todos os problemas com Deus ao seu lado, não precisa temer. Deus não te deixa sozinho, Ele está junto de você, porém, Ele quer ver a sua força e a sua capacidade de suportar um problema. Com a experiência que você consegue após enfrentar os problemas, Deus com certeza irá usá-la para tocar outras vidas no futuro, nada nas nossas vidas é em vão.

No caso do filme, Desafiando Gigantes, o que se tirou dali foi um grande líder do time, que construiu uma muralha na defesa do time. Foi muito importante a presença dele no time, quando compreendeu e enxergo a sua força através do treino que o técnico fez com ele. Deus quer fazer de cada um de nós, guerreiros, de joelhos para Ele !


A dependência do Senhor é um vivência diária que no meio de tudo, nos traz a paz.

Deus abençoe.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Ai, cansei!

  Você se sente cansado? Sem ânimo e sempre desanimado? Qual será o motivo desse cansaço todo? Será que você não tem feito tudo sozinho e inibido a mão de Deus na sua vida?


  Vivemos em uma época em que mesmo os jovens e adolescentes se sentem cansados, um cansaço que antigamente só os adultos sentiam. Esse cansaço não é normal. Quais são as causas disso? Qual o motivo desse desânimo? Será que não tem a ver com o fato de que não temos permanecido em Deus?

“Permaneceis em Cristo e encontrarei descanso para a vossa alma” Mateus 11:28-29

  Devemos permanecer em Deus, pois só assim teremos descanso. Quando estamos com os nossos corações focados em Deus não trabalhamos por nós mesmos, pois quem trabalha é Deus e por isso não nos cansamos. Ele cuida da nossa vida e por isso não temos com o que nos preocupar e assim sem preocupação sem cansaço.

  Não perca seu tempo se preocupando demais, ganhe seu tempo buscando e permanecendo em Deus e assim todo o mal estar e o cansaço irá embora, pois em Cristo temos descanso.

  Busque a Deus, confie nele, permaneça nele, não se preocupe e se entregue a Ele, cumpra sempre sua vontade, viva para Deus e tenha Ele sempre com a sua prioridade.



Marianna Moreno
Outros

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Agir sem pensar


O insensato faz o que quer,
o sábio pondera com calma
Provérbios 29.11 //A Mensagem

          Muitos problemas e dificuldades poderiam ser evitados se aprendêssemos a “agir depois de pensar”, mas geralmente atos e palavras que nos trazem complicação são resultado de reações instintivas e impensadas.

          O famoso “pavio curto” deixa atrás muitos corações machucados, sonhos frustrados e amizades desfeitas.

          Então, a pergunta pode ser: Como controlar essas reações instintivas, vivendo em comunhão com Cristo, sendo um cristão? É simples. O cristão, que depois de ter seus momentos de devoção com Jesus, parte para a luta da vida com Cristo, fazendo da sua vida diária um permanente “estar ligado a Cristo”, contará para Jesus o que estiver sentindo na hora da tentação/nervosismo, e Jesus fará desaparecer o sentimento negativo naturalmente.

           Você dirá: “Carol, você fala assim, mas ninguém vai pensar em Jesus na hora que estiver nervoso”. E talvez você tenha razão, mas é aí está todo o problema. Na hora do nervosismo estamos sem Jesus, e sem Jesus, que é nossa salvação, já estamos perdidos, mesmo sem falar um “nome feio” ou agredindo e desrespeitando alguém.

           Manter-se ligado cada instante com Jesus é a grande luta do cristão. E isso é a essência da vida cristã; comunhão permanente com o Mestre. As outras coisas boas que chegamos a fazer são apenas o resultado do nosso companheirismo com Cristo.

          Ou seja, quer dizer que quem está em comunhão permanente com Cristo, nunca tem reações instintivas próprias da natureza humana? Tem, sim, mas devo lembrar que ninguém será julgado por isso. O caráter de um cristão não se julga por um ato bom ou mau, mas pela tendência da sua vida.

          A presença permanente de Cristo fará que esses “atos instintivos” sejam cada vez menos frequentes, dando lugar ao caráter maravilhoso de Jesus.

Quando as pessoas não conseguem ver o que Deus está fazendo,
elas tropeçam em si mesmas,
mas quando atentam para o que Ele revela,
são as mais abençoadas
Provérbios 29.18 //A Mensagem 

Carol Cruz
Colunista

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Presença de Deus - De baixo da mesa!

Quando eu era crianças, lembro de um dia na Escola Dominical em que a 'tia' falou: "Deus nos vê em todo lugar - até de baixo da mesa? - Até de baixo da mesa"... Creio que foi ali que tive minha primeira Piração Divina HAHAHA. Deus nos vê em todos os lugares, inclusive de baixo da mesa!



"Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, e habitar nas extremidades do mar, até ali a tua mão me guiará e a tua destra me sustentará." 
-Salmos 139.8-10

O salmista Davi teve essa percepção da Presença Divina. Uma presença tão genuína que nos constrange, e que não nos abandona. Deus não deixa Seus filhos a solta. Assim como uma mãe espera pela volta do seu filho, Deus anseia a volta dos Seus.

Ele nos guia por onde quer que vamos, tirando as pedras do caminho, e nos transporta a uma dimensão de amor e de cuidado que não merecemos, mas que mesmo assim Deus nos dá!

- Quem pode querer fugir dessa presença, quem ousaria fazer tal ato?

Sim, houve um homem, Jonas, o profeta. Jonas foi chamado por Deus para ir a uma cidade, Nínive, pregar, pois a maldade desse lugar chegou a Deus. Mas Jonas decidiu fugir da Presença dEle, e em um barco se escondeu. Porém Deus o via, e em alto mar veio uma tempestade, e Jonas sabia que era o seu Deus fazendo isso, porque uma ordem lhe foi dada, e deveria ser cumprida. E Jonas pulou no mar, acalmando a tempestade e sendo engolido posteriormente por um grande peixe (Jn 1).

Jonas ficou no ventre desse peixe clamando a Deus, e Deus ouviu seu clamor, e o ajudou (Jn 2)... Jonas foi a cidade de Nínive pregar, e toda a cidade se voltou a Deus (Jn 3)...

Jonas tentou fugir inutilmente da presença do Pai. E talvez você esteja pensando: "que tolo". Mas e nós, será que não tentamos fugir da presença dEle?

Quando no nosso intimo pecados, ou quando em secreto fazemos coisas que não agradam a Deus, mas que tentamos esconder de todos, menos dAquele que tudo vê?

Infelizmente muitas vezes esquecemos que a presença de Deus é maravilhosa e é em todo o tempo. E tentamos achar momento propicio para errar, e se ninguém ver, estamos no lucro.

Deus quer que sejamos santos, que busquemos a santidade em todo o tempo. Não como uma forma de religião, mas simplesmente para nos aproximar dEle. Seja na frente de uma multidão ou sozinhos nosso quarto, devemos ser fieis ao rei dos reis, pois Deus anseia que não falhemos. Mas se ainda assim falharmos, Ele vem, nos perdoa e nos abraça.

Mas para isso, precisamos convida-Lo a entrar em nossa vida. Deus não é como um ladrão que arromba uma porta e entra. Ele quer ser convidado, entrar e ceiar com você. E depois nunca mais sair.

Se entregue a Ele, e se você ainda não fez essa oração, que você possa fazê-la agora. Ore com suas palavras pedindo a Deus para entrar em seu coração, e saiba que nunca mais você estará sozinho. Se é que algum dia você esteve!

"De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei" -Hebreus 13.5b



Ronnedy Paiva
Colunista