sábado, 9 de junho de 2012

Sem teus braços, o que seria de mim?

Todos nós sabemos de como é bom estar nos braços de alguém que nos ama. Seja ele, pai, mãe, namorado(a), amigos, irmão. Com Deus não é diferente. Quando estamos em teus braços, em nosso porto seguro, encontramos o nosso refúgio, a nossa morada.

Nos Braços do Pai, sabemos que o senhor não nos abandona em nossas fraquezas, porém, nos atrai para perto do seu peito e com um simples abraço nos acalma, no trás a paz necessária. È a relação de Pai para filhos, a paternidade de que tanto queremos, que tanto buscamos. Deus é o nosso Pai, Ele nos ama e anseia que estejamos em Teus Braços recebendo do seu carinho, do seu grande Amor, a essência de seu caráter.

Agora imagina você sem os braços do Pai? Sem saber que não tem o socorro, que Ele está distante! Éééee, A PIOR COISA QUE EXISTE. È do ser humano, a busca de refugio, somos criados dessa forma, quando nos machucamos, vamos correndo chorando para a mamãe que vai faze de tudo pra dor passa, com muito amor. Quando temos um pesadelo e não conseguimos dormi, sentimos protegidos quando o papai vem e fica ali com agente, sentimos a proteção de estar em teus braços, no porto seguro. O sentindo de paternidade de Deus se revela também na família.

Quando Jesus na cruz disse “E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” Mt 27:46; Jesus que vivia sempre fazendo da vontade do Pai e que sempre buscava estar nos braços D’Ele sentiu-se também longe de Deus, longe do Seu Amor, do seu carinho. Porém, era necessário para que pudéssemos ser limpos de todo o pecado. Deus seja louvado.

Davi ao cometer seu pecado de adultério com Bate-Seba estremeceu ao ver que poderia estar longe dos braços do Pai, da sua presença quando Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo”
Sl 51 11;
sabia que seria uma perca muito grande estar longe de Deus, fora da sua presença e até mesmo com medo de perder a paternidade do Deus.

Sabe o que aprendemos quando estamos nos Braços do Pai? A viver conforme os frutos do Espírito. Sabe aquela frase “olha com quem anda que eu direi quem tu és?”. Então, eu ando com o Todo-Poderoso, com o maioral e que em sua essência está amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, domínio próprio.Gl 5:22.

Quando não estamos em teus braços, acabamos criando em nos a individualidade, o egocentrismo, a ignorância, a falta de paciência, a inveja, as inimizades e acabamos colocando dentro de nós, que nós somos prioridade, que devemos nos amar e que os outros que se explodam. Não precisamos disso.  Deixamos de ver no propósito em que fomos criado, para vivermos uma forma em que o mundo quer que sejamos. e volta a dizer, não precisamos disso. Precisamos estar com Deus e fazendo a sua Vontade. È com esse propósito em que fomos criado, glorificar a Deus através das nossas vidas. E da sua vida, você deve cuidar da melhor maneira possível, já que, Deus é o dono dela. E você quer coisa melhor de que estar nos braços do Criador? 



E ai, sem os braços de Deus, o que seria de você?


                                                                                         Rennan Reichardt
                                                                                                       Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário