quarta-feira, 2 de maio de 2012

'O Povo Escolhido'

"Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia." 
- 1 Pedro 2.9-10

Geração Eleita, Sacerdócio Real, Nação Santa, Povo Adquirido... Quantas palavras bonitas não é verdade? Sim, realmente elas são bonitas, e implicam que fomos escolhidos por Ele... Mas será que ser escolhido tem alguma 'consequência'? Será que já que estamos salvos, e somos o Seu povo, podemos descansar e só esperar pela nossa morte ou pelo volta de Cristo?

A resposta que procuramos está na continuação do versículo 9: "Povo [escolhido] seu para que proclameis grandezas daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz".

Não, não devemos descansar. Temos sobre nós um chamado, e devemos honra-lo. Temos que proclamar as virtudes dEle, e fazer o que Jesus fez.

"Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim [Jesus] também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai. E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho." - João 14.12-13

Sabe naqueles filmes de ação como "Homem Aranha", por exemplo? Um homem é picado por uma aranha, e assim ganha 'super-poderes'. E o que ele faz com esses poderes? Rejeita e escolhe não usa-los? Não, com grandes poderes, vem grandes responsabilidades. Ele usa isso para o bem do próximo! Assim como em outros clássicos, como a saga "Harry Potter", que fala sobre um garoto quase morreu em sua infância, mas  que em sua adolescência escolhe lutar, pois ele foi predestinado, escolhido. Mesmo que com medo, ele luta, ele escolhe fazer aquilo que deve fazer!


Deus nos fez povo escolhido, assim como fez com Israel. Um povo não tão numeroso, mas que Deus o fez a menina dos Seus olhos. Israel, que mais tarde seria a terra onde Jesus nasceria, de onde o Messias viria,  pois Deus queria que Seu Filho viesse de uma nação escolhida, uma nação santa! Deus os amava, e esperava que aquele povo anunciasse as virtudes dEle, que Israel fosse cidade modelo para o mundo, uma nação de sacerdotes, profetas, uma nação distinta, separada, uma nação guiada pelo Espirito de Deus. Mas Israel falhou nessas tarefas. Porém Deus cumpriu a promessa dEle mesmo assim, e o menino Jesus nasceu no meio deste povo!

"O SENHOR que não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; Mas, porque o SENHOR vos amava, e para guardas o juramento que fizera a vossos pais, o SENHOR vos tirou com mão forte e vos resgatou da casa da servidão, da mão de Faraó, rei do Egito. Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos." - Deuteronômio 7.7-9

Deus nos escolhe como sacerdotes, profetas, como geração eleita, não para que tenhamos 'status', para que fiquemos na mornidão. Deus nos escolhe para que anunciemos que existe uma saída, que há uma luz que pode quebrar a escuridão. Que existe um Deus, que me escolheu, que escolheu você, e que quer nos fazer santos, que quer nos fazer livres, que quer nos fazer menina dos Seus olhos. Basta querermos, basta buscarmos!

Você é escolhido por Ele, não falhe em sua missão. Lembre-se, você foi feito para honrar, e grandes coisas foi destinadas a você. Você é sal da terra, luz do mundo! (Mt 5.13-15) 

Saía da sua zona de conforto, e mostre ao povo que existe um Rei que quer nos fazer homens modelos, mas que nos ama apesar de nossas muitas falhas. E lembre-se:

"Com grandes poderes, vem grandes responsabilidades"



Ronnedy Paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário