segunda-feira, 28 de maio de 2012

E agora José? - Part. Moisés

As vezes minha cabeça pesa, fico norteado de pensamentos negativos que me dizem para desistir. Encontro dificuldades diante de projetos que idealizei e quero concretizar. Problemas demasiadamente difíceis para eu resolver, e que me fazem desanimar. E agora aquele "desistir", não parece ser tão ruim assim.

- Creio que em algum momento da sua vida você já tenha se sentido assim. Não é!?

E isso me remete a vida de Moisés, e em tudo o que ele passou com o povo de Israel no deserto... Moisés, já em primeira instância alega a Deus ser incircunciso de lábios (Ex 6.30) para exercer a "missão" que lhe estava sendo imputada. Mas Deus resolveu esse empecilho facilmente, então agora não havia muitas desculpas plausíveis a serem apresentadas. E lá foi Moisés interceder a Faraó pelo Povo de Israel que estava cativo em suas mãos, pedindo-o que os libertasse para adorar o Seu Deus no deserto.

"Mas Faraó disse: Quem é o SENHOR, cuja voz eu ouvirei, para deixar Israel? Não conheço o SENHOR, nem tampouco deixarei ir Israel." - Êxodo 5.2

E agora , o que fazer? "Ah, então eu terei que mata-lo oh Faraó". Não, Moisés não poderia fazer isso. Até porque ele era um, e Faraó era um exercito. Mas Moisés não era 'um qualquer', e sim um enviado de Deus. E Deus interveio com as sete pragas, e assim o povo foi liberto.

E iam Deus, o povo, e Moisés para a terra prometida, Canaã. Mas no meio do caminho deles estava o MAR VERMELHO.

- Vamos nadando.
- Não, nós não sabemos nadar Moisés.
- Então vamos voltar e procurar outro caminho.
- Nem dá. Faraó se arrependeu de nos libertar e mandou seu exercito atrás de nós.
- Vamos lutar!
- Com que armas?

E agora José, fala Deus! E Deus falou a Moisés dizendo:

"E tu, levanta a tua vara, e estende a tua mão sobre o mar, e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar seco." - Êxodo 14.16

"Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar, e o SENHOR fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite; e o mar tornou-se seco, e as águas foram partidas. E os filhos de Israel entraram pelo meio do mar seco, e as águas foram-lhes como muro à sua direita e à sua esquerda." - Êxodo 14.21-22

E o povo passou e se salvou...

Eu até poderia ficar narrando toda essa história, mas durou uns 40 anos, acho que não vai rola né!? Bom, mas peço que a leiam, está no livro de Êxodo!

Mas com esses acontecimentos, já conseguimos ver o grande agir de Deus através da vida de Moisés, e também já posso fazer uma pergunta:

Será que em algum desses momentos Moisés não pensou em desistir?

Talvez seja mais propícios fazer essa escolha. E talvez até tenha passado pela sua cabeça isso, mas ele não desistiu. E após todos os percalços do caminho, a promessa de Deus foi perpetuada, para a Glória de Deus eles chegaram a terra prometida depois de muito tempo.


Sei que nem sempre o mar se abrirá na nossa frente. Mas se Deus estiver no comando dos nossos planos e projetos, ainda que ele não se abra, Deus achará um jeito de nos fazer passar. Ou melhor, Ele achará o jeito de nos fazer passar.

Nós, em nossa pequenez, talvez vejamos uma ou duas saídas, e ainda que tenha cinco, seis, ou sete formas de sanar o problema, Deus só vê uma. Ele vê a saída perfeita!

Só precisamos confiar nEle, e ainda que venhamos nos estressar com os nossos problemas, saberemos que eles se findarão. E se for para desistir, que desistamos de ir por nossas próprias forças. Que coloquemos nossos anseios, nossos faraós diante dEle, pois Deus tem sempre o melhor para nossa vida.

Eu sei que encontrarei dificuldades durante toda a minha vida. Mas eu confio nEle, e descanso em Seus braço. Ele é sempre a melhor escolha.

Que você possa ter aprendido um pouco com a vida desse homem. Leia também o primeiro Post: "E agora José".

Que Deus o abençoe!




Ronnedy Paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário