segunda-feira, 9 de abril de 2012

Você confia!?

"Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno."
[Hebreus 4:16]

Em Mateus 14:22-32 narra-se a história de Pedro, que saindo com os discípulos em um  barco depois de Jesus ordenar-lhes e ir orar no monte, avistaram no meio da noite, em meio as ondas, um homem andando por sobre as águas, e assustados gritavam: "É um fantasma". Porém não era um fantasma, mas Jesus... E Pedro disse: 'Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.' (v.28). E Pedro andou por sobre as águas em direção a Jesus. Mas ventava aquela noite, e ele teve medo, e pediu ajuda a Jesus, pois tinha medo de afundar, e Jesus o socorreu.

Confiar nem sempre é fácil. Ainda mais quando devemos nos entregar inteiramente ao outro. Como um filho, que ouve o seu pai pedindo para ele pular de uma certa altura afim de que o agarre.

Segundo o dicionário confiar online significa: v.t. Ter fé, esperar, ter confiança. Entregar aos cuidados, à fidelidade de alguém: confiar uma criança a um amigo. Dizer em confidência alguma coisa a alguém: confiar as mágoas.


Para ilustrar melhor isso, quero compartilhar um trecho do livro 'O Evangelho Maltrapilho' do autor Brennan Manning, em que diz:

Talvez estejamos todos na posição do homem na história de Morton Kelsey que chegou a beira de um abismo. Enquanto ficava lá pensando no que faria em seguida, o homem surpreendeu-se ao ver uma corda bamba esticada sobre o abismo. E devagar, com segurança, vinha pela corda um acrobata empurrando antes de si um barriu com outro artista dentro. Quando chegaram finalmente à terra firme, o acrobata sorriu diante do espanto do homem.
- Você não acredita que eu consigo fazer de novo? - perguntou ele.
- Mas claro, com certeza acredito que você consegue - respondeu o homem.
O acrobata perguntou novamente, e quando a resposta foi à mesma, ele apontou para o barriu e disse: 
- Tudo Bem. Então entre que o levo para o outro lado.
O que o viajante fez? É justamente esta pergunta que temos que fazer a nós mesmos a respeito de Jesus Cristo. Nós declaramos nossa crença nEle em credos finamente articulados e depois recusamo-nos a entrar no barril?

A onde temos depositado nossa confiança? Será que nos entregaríamos por inteiro a Jesus e daríamos o primeiro passo rumo a Ele como Pedro fez? Ou a nossa confiança está a onde pisamos, e nos perguntamos: 'Será que a água me sustentará?'

Jesus nos convida para irmos até Ele, confiadamente, a fim de recebermos graça, misericórdia e socorro em tempo oportuno. E não devemos nos amedrontar, pois Jesus nos chama pelo nome e fala: 'Confie em Mim'.

Que nossa confiança não esteja na corda, ou na água, mas nAquele que sustenta tudo, Àquele que nos convida para darmos o primeiro passo, e simplesmente confiar... Que nos entreguemos por inteiro a Ele, e não tentemos por nossas próprias forças, pois vãs são as tentativas humanas... Que cheguemo-nos, portanto, confiadamente ao trono da graça, todos os dias da nossa vida...

Que Deus nos abençoe!


Ronnedy Paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário