segunda-feira, 19 de março de 2012

Deus: 'Eu escolho você'

As vezes em meio as orações até falamos: "Eis-me aqui, usa-me", porém não passa disso. Apenas vemos as dificuldades, muitas vezes impostas por nós mesmos, e antes mesmo de começarmos, desistimos, e aquilo não passa de mais um pensamento não muito lúcido. 

Nossa vontade sempre da de cara com nossos questionamentos, que vão de: "Mas no que?", ou "Como?", "A onde?", até "Mas eu não sei nada, eu não tenho nada". Sempre precisamos de artifícios, de dinheiro ou de qualquer outra coisa para que possamos nos sentir "prontos" para falar de Deus, ou que possamos nos apegar para ter segurança. E nos esquecemos de que Jesus não tinha isso, Ele pregava o evangelho no meio do nada, sem microfone, e apenas com doze discípulos que o seguiam a todo lugar e sempre estavam a sua volta. E quem ousaria falar que as obras dEle foram poucas? Não, elas não foram poucas, e iam de cura de leprosos, a cegos, aleijados até ressurreição de mortos. Não é pouca coisa não, e olha o que Jesus disse:

"Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai; e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.

Fazer as mesmas obras de Jesus nos tempos de hoje. Quem seria capaz? 

Capaz, acho que ninguém. Mas capacitados sim, e todos os que nEle creem conseguiria, pois se pedirmos em Seu nome, Ele faz. Então ao invés de ficarmos pensando que não temos nada para ajudar, por que não pensamos no que temos para ajudar. Na realidade, apenas a sua boa vontade é o que Deus precisa para fazer as obras iguais ou maiores que as Dele. Isso porque Deus não está interessado em seus recursos, e sim em sua disposição.

Não podemos ficar a mercê de nossa boa vontade para realizamos as boas obras que antemão Deus preparou para nós (Ef 2:10). Nossa carne não pode nos oferecer nada a não ser resistência. O bem que podemos fazer, vem do Espírito Santo que opera em nós, e é uma luta constante entre Carne e Espírito, e a mais bem alimentada, como sabemos, vence.

Por isso não podemos dar margem ao pecado, a preguiça. Temos que nos levantar, e declarar: "Eis-me aqui, usa-me", pois Deus não se importa se você não sabe fazer nada, Ele te capacita para fazer aqui que Ele quer que você faça, seja em que área for, a capacitação dEle é a melhor.

Que possamos levantar e resplandecer, devemos ser sal da terra, luz para mundo. Lembrando que tem muita gente esperando ver a luz no fim do túnel. Seja você essa luz.

Que Deus te abençoe!




"Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa." 





Ronnedy paiva
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário