segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A Essência da Adoração

           A essência da adoração é a rendição. Na civilização competitiva de hoje, somos ensinados e nunca desistir ou ceder – logo não ouvimos falar muito em rendição. Se vencer é tudo, rendição é inconcebível. Preferimos contar sobre vitorias, sucessos, triunfos e conquistas, a falar de complacência, submissão, obediência e rendição. Mas render-se a Deus é a essência da adoração; é uma resposta natural ao maravilhoso amor e à misericórdia de Deus. Nós nos entregamos não por medo ou obrigação, mas por amor, porque Ele nos amou primeiro. 


            Durante os 11 primeiros capítulos do livro de Romanos Paulo explica a respeito da incrível graça de Deus para conosco, ele nos exorta a render nossa vida completamente a Deus em adoração, em Romanos 12 ele diz: Portanto, meus irmãos, por causa da grande misericórdia divina, peço que vocês se ofereçam completamente a Deus como um sacrifício vivo, dedicado ao seu serviço e agradável a Ele. Esta é a verdadeira adoração que vocês devem oferecer a Deus. A verdadeira adoração – agradar a Deus – acontece quando você se entrega totalmente a Ele. A adoração consiste exatamente em oferecer-se a Deus. 



            Mas existem 3 barreiras quem impedem a nossa total rendição a Deus: 
            1° Medo (Posso confiar em Deus?): você não irá se render a Deus, a menos que confie nEle, mas você não tem como confiar nEle até que conheça o melhor. O medo impede que nos rendamos, mas o amor lança fora todo medo. Quanto mais você se der conta do quanto Deus te ama, mais fácil será você se render. Como você pode saber que Deus te ama? Ele dá vários indícios: em Êxodo 24.17 Ele diz que te ama, em Apocalipse 21.23 você nunca sai da vista dEle, em Hebreus 1.3 Ele se preocupa com cada detalhe da sua vida, em João 1.14 Ele te da a capacidade de desfrutar todos os tipos de prazeres, em 1 Crônicas 16.34 Ele tem bons planos para sua vida, em Apocalipse 4.11 Ele te perdoa, em Romanos 3.23 Ele é carinhosamente paciente com você. Deus te ama infinitamente mais do que você pode imaginar. Mas a maior prova desse amor é o sacrifico de Jesus por você. Deus não é um cruel feitor de escravos ou um valentão que usa força bruta para forçá-lo a se submeter. Ele não tenta violar a nossa vontade, mas nos atrai delicadamente para si, de modo que nos ofereçamos a ele voluntariamente.
            2° Orgulho (Admitindo suas limitações): nunca queremos admitir que somos apenas criaturas e que não estamos no controle de coisa nenhuma. Uma das mais antigas tentações é essa: Sereis como Deus (Genesis 3.5). Esse desejo é a causa de tanto estresse em nossas vidas. A vida é uma luta, mas o que algumas pessoas não percebem, é que a nossa verdadeira luta é com Deus. E claro não temos e nunca vamos ter nenhuma chance de ganharmos dEle pois somos humanos! É quando tentamos ser Deus que acabamos mais parecidos com Satanás, o qual quis a mesma coisa. Queremos ter e fazer tudo, e ficamos deprimidos quando isso não acontece. Então, quando percebemos que Deus deu a outros características e coisas que não temos, reagimos com inveja, ciúmes e autopiedade.


            3° Falta de compreensão (O que significa rendição): Render-se a Deus significa se sacrificar, a fim de mudar o que precisa ser mudado para a honra e gloria dEle. A rendição se manifesta claramente na obediência e na confiança. Você não pode chamar Jesus de Senhor, quando se recusa a obedecer. Outro aspecto é que você sabe que se rendeu a Deus quando depende dele para resolver as coisas, em vez de insistir em manipular situações e pessoas. Você larga tudo e deixa Deus trabalhar. 

Para muitas pessoas, o mais difícil é entregar a Deus seu dinheiro. Elas pensam da seguinte maneira: “Quero viver para Deus, mas também preciso ganhar dinheiro para viver comodamente e me aposentar algum dia.” Aposentadoria não é o objetivo da sua vida, esse lugar já esta ocupado por Deus. Aquele eu verdadeiramente se rendeu a Deus diz: “Pai, se esse problema, dor, doença, ou circunstancia para a tua gloria e o cumprimento do teu propósito na minha vida ou na vida de outro alguém, por favor, não o afastes”. Esse nível de maturidade não é tão facilmente alcançado. Jesus, por exemplo, suou sangue de tanta angustia. Render-se é um trabalho árduo. No nosso caso, é uma intensa guerra contra nossa natureza egoísta.
            A benção da rendição: Muitas coisas acontecem quando você se rende totalmente a Deus. Em primeiro lugar, você sente paz: Jó 22:21. Em seguida, você se sente livre: Rm 6.17,18 e em terceiro lugar, você experimenta o poder de Deus na sua vida. Persistentes tentações e grandes problemas podem ser derrotados por Cristo quando estamos entregues a Ele. Pessoas entregues a Deus são exatamente aquelas usadas por Deus. Nada é mais poderoso do que um vida entregue nas mãos de Deus. (Tiago 4.7).


            A melhor forma de viver: Todo mundo, com o tempo, se rende a algo ou alguém. Se não for a Deus, você se renderá às opiniões ou expectativas dos outros, ao dinheiro, ao rancor, ao medo e ao orgulho próprio, luxuria ou ego. Você foi criado exclusivamente para adorar a Deus e, se fracassar nisso, criará outras coisas para as quais entregará sua vida. Stanley Jones disse: “Se você não se rende a Cristo, se rende ao caos!”.

            Render-se a Deus não é a melhor maneira de viver, é a única maneira de viver; nada mais funciona.  E depois você descobre que não pode cumprir os propósitos de Deus em sua vida enquanto estiver enfocando planos pessoais. Se Deus tiver que fazer uma profunda obra em sua vida, Ele vai começar por aqui. Entao entregue tudo a Deus: arrependimentos do passado, os problemas do presente, as ambições do futuro, seus medos,sonhos,fraquezas,costumes,mágoas e traumas. Ponha Jesus na direção da sua vida e tire as mãos do volante. Mas saiba que uma vez que tenha decidido entregar sua vida inteiramente nas mãos de Deus, essa decisão será testada, ou seja, você freqüentemente fará o oposto do que deseja.
Reflita: Que área da minha vida estou evitando entregar nas mãos de Deus?


Carol Cruz
Colunista

Nenhum comentário:

Postar um comentário