quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

E agora José?

Quem nunca parou em algum momento da vida e pensou "como teria sido se tivesse feito isso ou aquilo -que sonhei ou não-?" Bom, eu paro para pensar de vez em quando... Penso como seria minha vida hoje, onde estaria, com quem estaria, e como me sentiria se tivesse tomado outras decisões ou se não houvesse acontecido algumas coisa comigo. Porem isso não me prende, e ainda bem que eu não sei...

Como assim, ainda bem? - Claro, de que adiantaria eu saber? Poderia eu voltar ao passado e refazer a minha história? Os planos de Deus são para o meu futuro, e não para o meu passado.

E as nossas escolhas decidirão o nosso futuro. Uma escolha pode nos levar para dois extremos diferentes. E por isso, deve ser bem decidida.
Esse termo "e agora José" é usado quando não se sabe o que fazer.
Você já ouviu falar de José (do egípcio que significaria "Descobridor das coisas ocultas"), 'o sonhador'? Em Gênesis Cap. 37 ao Cap. 45, narra essa história um tanto dramática... José era o filho mais moço de Jacó, e por isso, era amado mais do que seus irmãos por ele, pois foi gerado em sua velhice (Gn 37:3). E isso produzia ciúmes em seus irmãos, e já não bastando isso, José decidiu-lhes contar dois sonhos que tivera com eles.

"Eis que estávamos atando molhos no meio do campo, e eis que o meu molho se levantava, e também ficava em pé, e eis que os vossos molhos o rodeavam, e se inclinavam ao meu molho." 
[Gênesis 37:7]

"E teve José outro sonho, e o contou a seus irmãos, e disse: Eis que tive ainda outro sonho; e eis que o sol, e a lua, e onze estrelas se inclinavam a mim." 
[Gênesis 37:9]

Agora, após esses sonhos, a relação de José e seus irmãos se tornou mais ríspida. Ninguém gostada do caçula, e decidiram mata-lo, dizendo depois ao seu pai que ele havia sido morto por um  animal; mas eles não fizeram isso, pois era sangue do seu sangue e carne da sua carne. Porém José foi vendido aos ismaelitas como escravo, e assim foi parar no Egito.

Para encurtar a história, José foi vendido para Potifar, oficial de Faraó, capitão da guarda, e servia em sua casa. Por José estar com o SENHOR, tudo o que fazia prosperava em suas mãos. E por ser -segundo a bíblia- um homem formoso (Gn 39:6b), a mulher do seu senhor disse: "Deita-te comigo" Gn 39:7b. E José se negou! E todos os dias ela pedia para ele se deitar com ela, até que um dia ela o agarrou à força, e ele esquivando-se fugiu, deixando suas roupas para trás (Gn 39:12). A mulher de Potifar vendo que ele deixou suas roupas, fez-se por vitima, chamando os guardas de sua casa e dizendo que José tentou se deitar com ela. E sucedeu que ele foi entregue a casa do cárcere, e ficou ali preso (Gn 39:20).


Na prisão ele revelou o sonho de um homem, o qual foi liberto depois disso, e após muito tempo livre, lembrou-se de José, e que ele poderia revelar o sonho do Faraó. Era o sonho das Vacas Gordas e Vacas Magras (Gn 41: 15-37). E por este sonho, e por que o SENHOR estava com José, ele assumiu um nível alto de poderio sobre o Egito, se tornando o segundo homem mais importante daquele lugar (Gn 41:40). Desmentindo posteriormente as acusações pela qual ele foi preso. 

Agora pensem comigo: Se José tivesse se calado, e não relatasse o sonho com seus irmão, ele viveria com seus familiares, e juntos, iriam passar fome, pois as Vacas gordas representavam 07 anos de fartura, e as vacas magras, 07 anos de escassez. 

Mas José resolveu contar, e mesmo sofrendo por muito tempo, e vivendo longe dos seus familiares, José foi honrado, e através do dom de revelação de sonhos que tinha, ele pode ajudar muita gente, pois passavam fome, inclusive a sua família. 

E então, qual teria sido a melhor escolha para José? Será que se ele soubesse que se contasse seu sonho seria vendido como escravo, ele ainda sim teria dito? Bom, não sabemos... Porém nossas escolhas devem ser feitas segundo os planos de Deus. José foi fiel ao SENHOR, e Deus não o abandonou, e por isso 'ganhou' o cargo que exerceu.

Muitos podem falar que foi uma escolha equivocada contar seu sonhos, mas se ele não contasse, nada disso teria acontecido.

É claro que devemos ter discernimento no que falamos, mas não devemos esconder nossos sonhos de todos. Talvez se alguém souber, ele possa nos ajudar a realiza-lo. 

Então pare de "E agora José, o que eu faço? " e comece a orar, se alinhe com Deus, pois o caminho dEle pode ser apertado, mas no final valerá a pena trilha-lo. Assim como José, tudo o que ele passou, só contribui para ele se tornar o homem que foi. O homem que salvou a sua família e o Egito da fome.


E aí, até onde os seus sonhos podem te levar? Não sabe? Então comece a orar.

Que Deus te abençoe!




Ronnedy Paiva
Colunista

Um comentário: