domingo, 29 de janeiro de 2012

#Pastoral - Brilhando por meu Jesus

Ah, que grata experiência foi lembrar estes dias do hino: “Brilhando por meu Jesus” (S.H.) Sua letra, que me veio à memória por foça do nosso tema: Levanta-te e resplandece, é maravilhosa. Observe o que diz uma parte dela: “Dos céus eu vejo esplendente, do sol, a clara luz. Quero viver tão somente, brilhando por Jesus...brilhando, brilhando, brilhando qual doce luz...brilhando, brilhando, brilhando por meu Jesus”.

Quando começei a cantar esse hino, ainda na tenra idade, não fazia muita idéia do que estava dizendo, mas confesso que as palavras ficaram gravadas e, hoje, ecoam dentro de mim como instrumento de avivamento do Espírito Santo.

Se na época era só mais um hino, hoje trata-se de uma oração, do desejo sincero de um coração, de resplandecer cada vez mais a glória de Deus, como luzeiro do mundo, como espelho que reflete de alguma forma a imensidão do eterno.

Pois é, desde o início de todos os tempos fomos chamados para ser luz, para brilhar. Essa convocação já acompanhava a nação de Israel dos seus primórdios até a época do profeta fujão, Jonas.

Jesus reiterou tal missão dizendo: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que esta nos céus” (Mt 5:16).

Contudo, para que continuemos cumprindo tal ordem necessitamos de algumas coisas: primeiro, de conversão genuína e constante. Segundo, de óleo, óleo do Espírito, óleo da unção. A Palavra não pode ficar de fora de nossas vidas, pois ela é a Lâmpada para nossos pés”. A vigilância e a oração são lenhas que lançamos na fogueira, para que ela permaneça acesa.

Assim, que possamos resplandecer cada vez mais a glória de Deus. Que nada dissipe essa luz ou a deixe opaca. Que a “Lâmpada de Deus” não se apague em nossas vidas, pois, só assim, teremos uma vida cristã alegre e entusiasmada e, enfim, nos tornaremos padrão dos fiéis, como requer o Senhor.


                                                

Rev. Leonardo Mendes Neto
                                                                    Pelo Corpo Pastoral

Nenhum comentário:

Postar um comentário