terça-feira, 31 de janeiro de 2012

A beleza... Vem do coração

Hoje em dia tem tantos produtos de beleza (cabelo, mão, corpo) enfim para tudo. Mas Deus, Ele se preocupa mais com o seu coração do que com a sua aparência, em 1Pedro 3:3-4 fala assim:



“Não procure ficar bonita usando enfeites, penteados exagerados, joias, ou vestidos caros.
Pelo contrário, a beleza de você deve estar no coração, pois ela não se perde; ela é a beleza de espirito calmo e delicado, que tem muito valor para Deus.”

Não se preocupe em fazer dietas que se vê em revistas ou em parecer com as modelos, mas se preocupe em estar em paz com o seu coração e com Deus, se preocupe em ter um coração puro, aquele que agrada o coração de Deus. Pois a beleza não é tudo, um dia ela se acaba, e o que era bonito hoje, amanha já não é mais.

A formosura é uma ilusão, e a beleza acaba, mas a mulher que teme ao Deus Eterno será elogiada.” 


Na bíblia mesmo fala que Jesus não era aquele homem bonito, e simpático, não era aquele que todos olhavam e achava lindo, pelo contrário ele não tinha uma beleza que chamasse toda atenção.

Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?
Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.” 
Isaías 53:1-4.


Portanto, olhe para o seu coração e veja se ele esta bonito, pois é para o seu coração que o homem mais importante vai olhar... Deus!


Texto de: Evelin R. Paiva

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

... seja pronto para ouvir.

"Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar." 

Todos passam por dificuldades, sabemos disso, não estamos livres dos problemas, das barreiras que encontraremos durante toda a vida. E por muitas vezes, não vemos a saída delas, e mesmo depositando nossas ansiedades em Deus, acabamos uma hora ou outra lembrando, e as vezes, por não termos a capacidade de ver outras saídas além da que queremos, ou achamos que dará certo, ficamos bravos, e chateados, ou então por ter dado errado algo, nos irritamos, e 'pegamos' uma pessoa para desabafar...

E o que queremos, é desabafar, falar tudo o que está no nosso coração, 'lavando a alma', deixando essa coisa ruim sair de dentro de nós. Mas infelizmente, nem sempre é possível fazer isso, pois nem todos têm a sensibilidade de ouvir, e mesmo que ela de conselhos 'bons', o que queremos na verdade é falar, e não ouvir. Não naquele momento pelo menos.  

Seja sábio, escute. Todos precisam escutar para saber o que falar.
É muito bom ter uma pessoa que nos escute por perto, seja ele(a) um amigo(a), marido, esposa, namorado(a), amigo, pai, mãe, líder, enfim. Alguém que confiemos, e que nos sintamos bem conversando.

***

E hoje eu queria perguntar: "Você que ser uma dessas pessoas?"

Então aí vai umas dicas:
  • Seja prudente, paciente e sábios ao escutar, esteja ali só ouvindo, servindo de apoio para o irmão, para que na hora certa, no "e agora, o que eu faço?", você use sua sabedoria, falando e dando suas opiniões, apoiando, e sendo ainda mais útil, e tudo isso na hora certa.
  • Mas para isso, você tem que saber o que falar, tem que dar conselhos que sejam bons, críticas que ajudem, mostrando sempre o melhor caminho. O caminho de Deus.
  • Porém, deve-se ter uma comunhão plena com Ele, estudando a Palavra e ouvindo-O, para não falar palavras tolas, jogadas ao vento...
Por isso, aprofunde-se em Cristo, que você possa ser ousado e usado por Ele. Que você possa adquirir essa sensibilidade!

Não use seu ouvido de pinico, dando trela para fofocas, mas use-o para o Reino de Deus, ouvindo desabafos e dando conselhos úteis, segundo a Palavra dEle.

Não se esqueça: Para falar, tem que se ouvir.



Ronnedy Paiva
Colunista 

domingo, 29 de janeiro de 2012

#Pastoral - Brilhando por meu Jesus

Ah, que grata experiência foi lembrar estes dias do hino: “Brilhando por meu Jesus” (S.H.) Sua letra, que me veio à memória por foça do nosso tema: Levanta-te e resplandece, é maravilhosa. Observe o que diz uma parte dela: “Dos céus eu vejo esplendente, do sol, a clara luz. Quero viver tão somente, brilhando por Jesus...brilhando, brilhando, brilhando qual doce luz...brilhando, brilhando, brilhando por meu Jesus”.

Quando começei a cantar esse hino, ainda na tenra idade, não fazia muita idéia do que estava dizendo, mas confesso que as palavras ficaram gravadas e, hoje, ecoam dentro de mim como instrumento de avivamento do Espírito Santo.

Se na época era só mais um hino, hoje trata-se de uma oração, do desejo sincero de um coração, de resplandecer cada vez mais a glória de Deus, como luzeiro do mundo, como espelho que reflete de alguma forma a imensidão do eterno.

Pois é, desde o início de todos os tempos fomos chamados para ser luz, para brilhar. Essa convocação já acompanhava a nação de Israel dos seus primórdios até a época do profeta fujão, Jonas.

Jesus reiterou tal missão dizendo: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que esta nos céus” (Mt 5:16).

Contudo, para que continuemos cumprindo tal ordem necessitamos de algumas coisas: primeiro, de conversão genuína e constante. Segundo, de óleo, óleo do Espírito, óleo da unção. A Palavra não pode ficar de fora de nossas vidas, pois ela é a Lâmpada para nossos pés”. A vigilância e a oração são lenhas que lançamos na fogueira, para que ela permaneça acesa.

Assim, que possamos resplandecer cada vez mais a glória de Deus. Que nada dissipe essa luz ou a deixe opaca. Que a “Lâmpada de Deus” não se apague em nossas vidas, pois, só assim, teremos uma vida cristã alegre e entusiasmada e, enfim, nos tornaremos padrão dos fiéis, como requer o Senhor.


                                                

Rev. Leonardo Mendes Neto
                                                                    Pelo Corpo Pastoral

sábado, 28 de janeiro de 2012

Amar é um estilo de vida, e Deus é amor.


Há uma espécie de autopunição, um sentimento negativo dentro do coração das pessoas. Cada um tem dentro de si um sonho, que o mesmo considera impossível de ser realizado.

Algo que traz satisfação plena deixa de ser o alvo a ser conquistado para se tornar “utopia”. Torna-se algo impossível de ser realizado, pelo menos, impossível a quem o deseja.

Existe um pessimismo exagerado, fugindo de uma visão crítica, para uma única visão negativa. O “dar errado” é sempre a opinião defendida, quando dá certo é milagre.

É assim que se encontram a maioria das pessoas. Cheias de sonhos reais, que se tornaram fantasias, para que pudessem alcançar, talvez, o mínimo do que sonhavam. O “novo”, na verdade é velho, está dentro de seus planos há muito tempo, mas não pode se realizar por não adequar-se há padrões.       

Mantenham-se as tradições! 

Jesus viveu como homem, num tempo exatamente como o nosso, com as mesmas ideologias, modo de pensar e de tomar decisões como o citado a cima.

As pessoas ansiavam a vinda do “Messias”. Os profetas já haviam falado sobre a vinda de um menino que traria toda a glória e presença de Deus. O próprio Deus estaria dentre os homens. O servo do Senhor, enviado por Ele, irá se manifestar com grandes prodígios e milagres!

Mas, esse salvador não pode como filho de carpinteiro, de gente pobre, nascido no meio de animais. Sem glória humana nenhuma. Deve ser rei, gente importante, o Deus todo poderoso, criador de céus e terra, não se limitaria à um estábulo.

Os religiosos da época não o aceitaram, as pessoas que eram responsáveis pelo culto a Deus não admitiam a Sua sabedoria, faltava-lhes entendimento.

Combinavam entre si, um modo de “pegar” Jesus em seus questionamentos. Um jeito de fazê-lO passar vergonha. Um jeito de Ele ser humilhado e os próprios serem exaltados em cima de sua falha. Esses são os fariseus.


E os fariseus, ouvindo que ele fizera emudecer os saduceus, reuniram-se no mesmo lugar. E um deles, doutor da lei, interrogou-o para o experimentar, dizendo: Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas
. Mateus 22:34-40

A primeira lição é que os planos de Deus não se abatem. Por mais que haja um planejamento para um tropeço, Jesus se manteve firme. Ele conhece o coração de todos, sabia que não era uma dúvida verdadeira, mas um questionamento de sua verdadeira natureza. O Mestre responde a pergunta dando toda a glória devida a Deus e demonstrando sabedoria. Jesus sabia o que Lhe estava preparado, mas que sabia o tempo necessário para que tudo acontecesse. Jesus é superior a religiosidade! Acaba com teorias e costumes e vem com o verdadeiro propósito de criação de toda a humanidade, amar a Deus sobre todas as coisas! Louvado seja Deus, porque Ele é o único digno do nosso verdadeiro amor!

A segunda lição é que o amor de Deus é demonstrado por amor as vidas. Ao mesmo tempo em que Jesus nos mostra a importância de um verdadeiro sentimento por Deus, algo mais forte que qualquer padrão humano (de todo teu coração, de toda a tua alma e todo teu pensamento) Jesus já completa, há algo nas pessoas que precisam ser mudado. As pessoas estão carentes. Necessitam de amor, carinho, oração. Acabem-se os costumes, acabem-se as doutrinas, acabe-se a religião. Deus quer um relacionamento entre as pessoas, e também relacionar-Se com elas. Deus se importa conosco. Louvado seja Deus, porque Ele quer estar no meio de nós.
           
            A terceira e última lição é o amor é o primordial. Jesus está dizendo a mesma coisa que o Apóstolo Paulo disse, “sem amor, de nada valeria” (1 Cor. 13) . A religião está errada! Olhe para as pessoas ao redor, temendo conhecer a Deus. Olhe as crianças que não podem chegar perto dos templos. Cadê o amor? Cadê a vontade de freqüentarmos esse lugar e estarmos aqui em alegria? Cadê Deus em nossas vidas?  Louvado seja Deus porque esse sentimento é possível nEle.


A bíblia se resume no amor. Uma “palavrasem definições. Amar é um estilo de vida, e Deus é amor. Talvez, quando chegarmos aos braços de Deus, Ele nos dirá se vivemos corretamente. Vamos viver Deus?



Deus nos abençoe.



Mateus Machado
Colunista

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

TeenStreetBrasil

  O texto dessa semana é um pouco diferente, não venho trazer nenhuma refexão, mas compartilhar uma experiência que vivi nesta última semana.  Estive de segunda a domingo em um acampamento denominado TEENSTREETBRASIL.

  Pra quem não conhece o TEENSTREET, é um ministério da Operação Mobilização, agência missionária internacional com mais de 50 anos de existência, presente em mais de 100 países no mundo e com mais de 4000 missionários nos campos, mais conhecida pelos projetos dos Navios Transatlânticos (Doulos e Logos Hope) que atual em todo o planeta levando a mensagem de amor e esperança que há em Jesus Cristo.

  O TeenStreet é o ministério da OM que lida diretamente com a juventude. Tendo seu início em 1992, na Alemanha.

  O TeenStreet teve início no Brasil através da participação do casal Weslley e Eloá Silva como missionários da Operação Mobilização por dois anos no navio Logos II. Neste período eles conheceram o ministério e, ao retornar ao Brasil, compartilharam a visão e a idéia com um grupo de pessoas que resolveram investir sua vida e seu tempo neste ministério.

  No ano de 2003 uma equipe de brasileiros participou do TeenStreet Uruguai para conhecer, observar e preparar o primeiro Congresso no Brasil, que aconteceu em 2004, com o tema "Re-Descobrindo Jesus". Com o desenvolvimento estrutural, aproximação de pessoas e análise do contexto brasileiro e potencial de impacto, o Congresso deixou de ser o foco do ministério para tornar-se um movimento de apoio a igrejas locais e à juventude cristã, com diversas ações, como Campanha Missionária, TeenStreet Express, Treinamento de Líderança, Produção de Material Devocional, entre outros.

  O propósito enquanto ministério é servir à igreja, para que esta tenha um impacto relevante na vida de seus adolescentes. (Para mais informações leia: http://www.teenstreetbrasil.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=157&Itemid=100050)


  Foi uma semana totalmente abençoada e em contato profundo com Deus, apesar das ministrações serem as mesmas para todo mundo creio que Deus falou diferente com cada um. De acordo com as suas necessidades.

  Uma das ministrações que mais me marcou foi a qual se tratava de IDENTIDADE, a identidade que Jesus tinha perante o Pai. Ele sabia quem Ele era para Deus, e não importava os rótulos que Ele recebia das pessoas do mundo. E o mesmo tem que ser aplicado a nós. Não importa como as pessoas te chamam, mas sim como Deus te conhece.

  Durante essa ministração fizemos uma oração para que Deus nos revelasse quem nós somos pra Ele, o nome pelo qual Ele nos conhece. Muitas pessoas, assim como eu, tiveram o nome revelado naquele instante, mas, outras o terão com o decorrer da vida.

  Como disse no ínicio, não vim fazer reflexões hoje, mas não digo que aconselho, mas peça a Deus para que revele o nome pelo o qual Ele te conhece, e todas as vezes que você pensar em desistir, lembre do nome que Ele te deu, e continue seguindo em frente.

  Outra coisa que foi muito forte durante o tempo que passei no TEENSTREET foi lembrar o quanto Deus nos ama! 





Marianna Moreno
Outros

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

As propostas de satanás para uma vida em santidade incompleta

Você compreende que Deus espera de nós uma vida santa ?


Santidade: qualidade ou estado do que é santo; pureza; virtude. Que anda na contramão do mundo. (quem diz isso é o dicionário, imagine a bíblia).

Para ter uma vida em santidade você precisa de 4 coisas:
1° Ser separado: como a própria definição de santidade já diz, você tem que ser separado, diferente do mundo.

2° Ser discípulo de Jesus: para ser santo como Ele, você precisa segui-lo.

3° Saber que você tem um dono: não se choque mas é isso mesmo. Deus é seu dono e você é o escravo dEle, mas em João 15.15 está escrito: “Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.” Ele poderia ter escolhido que fossemos seus escravos, mas escolheu que fossemos seus amigos (quanto amor).

4° Ser fiel: obviamente para ter uma vida santa, você precisa ser fiel a Ele e á sua palavra, e não ficar brincando de ser crente.

 E satanás conhece o poder que uma vida em santidade, e por isso vem o titulo do post: As propostas de satanás para uma vida em santidade incompleta, vamos a elas:
Nos encher de trabalho para que não tenhamos tempo para Deus.
“Portanto deu ordem Faraó, naquele mesmo dia, aos exatores do povo, e aos seus oficiais, dizendo: Daqui em diante não torneis a dar palha ao povo, para fazer tijolos, como fizestes antes: vão eles mesmos, e colham palha para si.


E lhes imporeis a conta dos tijolos que fizeram antes; nada diminuireis dela, porque eles estão ociosos; por isso clamam, dizendo: Vamos, sacrifiquemos ao nosso Deus.
Agrave-se o serviço sobre estes homens, para que se ocupem nele e não confiem em palavras mentirosas.” (Êxodo 5:6-9)


Aqui Faraó (satanás) da mais trabalho para o povo de Israel (nós) para que não tenham tempo para buscar a Deus. Como anda seu tempo diário com Deus ? Em que você tem gasto seu tempo ao invés de dedicá-lo a Deus ? Se você tem um dono, precisa saber o que Ele quer da sua vida, e saiba  que Ele não vai abençoar os seus sonhos, mas sim os sonhos que Ele tem pra você. Qual é a vontade de Deus pra sua vida ? Por isso entre no seu quarto, feche a porta, esqueça do que esta La fora e tenha seu tempo com Deus diariamente. A igreja deve ser a extensão do seu quarto.


2° Satanás não quer que você vá longe.
Então disse Faraó: Deixar-vos-ei ir, para que sacrifiqueis ao SENHOR vosso Deus no deserto; somente que, indo, não vades longe; orai também por mim.” (Êxodo 8:28).

Aqui Faraó permitiu que o povo fosse buscar a Deus mas não muito longe, ou seja, ele não quer que você fuja do que te faz lembrar/sentir falta do Egito (mundo). Se você teve problemas com drogas/bebidas/pornografia, se afaste do que fará você lembrar disso e tome cuidado com as amizades que de alguma forma te levam a isso, afaste-se delas,decida ir longe do que te aprisiona, sacrifique sua carne.


3° Satanás quer mexer na sua estrutura familiar.
“Então Moisés e Arão foram levados outra vez a Faraó, e ele disse-lhes: Ide, servi ao SENHOR vosso Deus. Quais são os que hão de ir?


E Moisés disse: Havemos de ir com os nossos jovens, e com os nossos velhos; com os nossos filhos, e com as nossas filhas, com as nossas ovelhas, e com os nossos bois havemos de ir; porque temos de celebrar uma festa ao SENHOR.


Então ele lhes disse: Seja o SENHOR assim convosco, como eu vos deixarei ir a vós e a vossos filhos; olhai que há mal diante da vossa face.


Não será assim; agora ide vós, homens, e servi ao SENHOR; pois isso é o que pedistes. E os expulsaram da presença de Faraó.” (Êxodo 10:8-11)


Faraó permite que apenas uma parte do povo vá, e a outra fique no Egito. Satanás quer tirar a santidade da sua família. E o que você tem feito para que isso não aconteça ? Se seu(sua) pai(mãe) ou outro membro da sua família não é evangélico e você vive respondendo, desobedecendo, batendo a porta na cara deles, como você quer converter essa(s) pessoa(s) ? Comece em você a mudança que você quer na sua família/vida.


4° Satanás quer por as mãos nas suas finanças.
“Então Faraó chamou a Moisés, e disse: Ide, servi ao SENHOR; somente fiquem vossas ovelhas e vossas vacas; vão também convosco as vossas crianças.” (Êxodo 10:24)


Aqui Faraó permite que o povo vá, mas que deixem seus rebanhos e o gado. Essa é a proposta mais sutil de Satanás. O que você tem feito com o dinheiro que Deus te dá ? Por que se você não pensou nisso ainda Deus te dá 90% e não você que da 10% pra Ele, você devolve o que é dEle. E se você acha que devolvendo os 10% pode fazer o que quiser com os 90% está enganado, como foi dito Ele é seu dono e tudo que você fizer tem que ser para honra e gloria dEle (“Romanos 11.36: Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”). Hebreus 13:16 diz: “E não vos esqueçais da beneficência e comunicação, porque com tais sacrifícios Deus se agrada.” Plante também na vida dos outros, para que você colha na sua vida.


Termino pedindo duas coisas:
1- Tenha uma vida santa;
2- Tome cuidado com as propostas de satanás para que você não tenha uma vida em santidade; Esteja sempre em Deus !


Deus abençoe.



Post baseado na pregação de @SamuelMoraes_






Carol Cruz
Colunista

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Amar é um verbo, e o Verbo é Deus - Parte IV

“Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir. 
Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” 

Olha aí, nada pode nos separar do Amor dEle. Nem nossas atitudes -por mais repugnantes que sejam- nem pessoa alguma. O Seu amor por nós é imutável. Mas...


Mas infelizmente alguns acabam se desviando pelo caminho, e por alguma coisa de errada que fazem, e que tem consequências, falam: “O que eu fiz de errado?”, “não vejo mais Deus na minha vida”, “Ele não me ama”, e até mesmo, “Deus se esqueceu de mim”.

Você acredita mesmo nisso?

Se alguém está afastado de Deus, não é porque Deus se afastou, e sim porque ele se afastou de Deus! E infelizmente isso acontece mais do que imaginamos. Quando pecamos, tentamos esconder de todos, mas nos esquecemos que o Único Juiz e Legislador que pode nos julgar (Tg 4:12) e está vendo tudo, e nada é oculto aos olhos.

E Deus não compactua com o pecado, e Ele anseio que VOCÊ peça perdão, e as vezes até nos lembramos e falamos: “Ah, desculpa Deus, a carne é fraca né!? Obrigado. Amém”. Mas nos esquecemos que Deus é amor, porém também é justiça.

Quando um assassino mata uma pessoa e se arrepende, não basta ele dizer: “Me perdoem, estou muito arrependido, nunca mais farei isso” para sair imune de sua punição. Ele será preso, para ‘compensar’ o mal feito. Pelo menos é o que todos esperam.

Deus não opera em nós com Sua [justa] Justiça para nos punir, mas para que possamos entender que aquilo que fizemos, não é lícito e nem nos convém, pois só nos prejudica. E Ele nos previne que não será bom, mas é “apenas uma voz no nosso subconsciente que fala que não devemos fazer”, ou então é “uma pessoa tonta que não sabe o que diz”, ou ainda “é um versículo que não faz sentido”.

Deus nos previne, mas nós, únicos culpados não fazemos por onde, e vamos pouco a pouco nos afastando dEle, vamos nos tornando independentes pois de certa maneira já temos tudo, vamos nos esquecendo de que é Deus quem nos da o Ar e nos deu a vida, e depois simplesmente paramos de falar do amor dEle para os outros...

"Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.
Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.
Ora, se eu faço o que não quero, já o não que faço eu, mas o pecado que habita em mim."

Há uma luta entre a nossa Carne e o Espirito, e a que estiver melhor alimentada, vencerá! E aí, o que você tem alimentado. O seu pecado ou o Espiríto?

"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito."

Se andarmos no caminho de Deus, ansiando e fazendo a Sua vontade, que é sempre a melhor, ainda que pequemos, estaremos fortes para que da próxima vez, não tenha uma 'próxima vez'

E assim, cada dia mais veremos a glória do Unigenito do Pai, operando em nossa vida, com graça, perdão, amor, e justiça. Porque obedecer é o melhor caminho, sempre!

E embora sejamos imperfeitos, temos um Deus perfeito, que nos ama apesar de tudo isso. E devemos ouvi-Lo, buscar em sua palavra [bíblia] as orientações para o nosso bem. Temos que nos edificar, glorificando as obras do Pai, pois por amor, Ele enviou o seu Filho para morrer em nosso lugar, e nos deu vida, e vida em abundância.

E façamos isso, para honrar Àquele que nos ama, e que Seu amor por nós é imutável, e que nos agracia sempre com o perdão, e nos fortalece para que andemos segundo a Sua vontade, na presença do Espírito Santo de Deus... E pare de pensar que Deus se afastou de si, e veja que foi você quem se afastou dEle. Mas acima de tudo, volte, porque em nenhum lugar você encontrará amor como esse!

Deus te abençoe!



Ronnedy Paiva
Colunista

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Um vaso novo!

“A palavra do SENHOR, que veio a Jeremias, dizendo: 
Levanta-te, e desce à casa do oleiro, e lá te farei ouvir as minhas palavras. E desci à casa do oleiro, e eis que ele estava fazendo a sua obra sobre as rodas, Como o vaso, que ele fazia de barro, quebrou-se na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme o que pareceu bem aos olhos do oleiro fazer.

Então veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.
No momento em que falar contra uma nação, e contra um reino para arrancar, e para derrubar, e para destruir.” Jeremias 18:1-7.


Nós somos como o barro nas mãos do oleiro. A sabedoria de Deus é bem maior do que a nossa, confie em Deus e deixe Ele te moldar, assim Ele tirará toda impureza e imperfeição, e o resultado vai ser agradável aos olhos do Pai.

Assista esse vídeo e entenda melhor.



"Deus não cria lixo. Ele nos molda ao longo da nossa vida para que as outras pessoas vejam Cristo através de nós. Somos sua obra prima."


Texto de: Evelin R. Paiva

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Escolhas você ta fazendo isso certo?

...Ele o ensinará no caminho que deve escolher. Salmos 25:1

Lendo este versículo fica bem claro o que devemos fazer e o que Deus quer para nós. Mas pensando para o lado racional sei quanto é difícil escutar a voz de Deus e algumas vezes não sabemos esperar a época certa.

Minha mãe sempre diz que “nós temos sonhos, mais Deus planeja tudo”. Algumas vezes eu não entendo essa frase e vejo que estou criticando ou jugando as vontades de Deus.

Parei para pensar e cheguei a conclusão que somos INJUSTOS, não se você. mais já falei isso: “Deus porque isso ta acontecendo?”, mais Deus não tem culpa das atitudes que você toma por conta própria, o engraçado é que nos tomamos decisões com nossa própria vontade e quando dá errado corremos para Deus, esperando que Ele concerte nossa vida.

Ele quer tomar conta de nossas vidas e o planos dEle são os melhores, só que nos temos que ouvi-lo, e para isso nos temos que ter intimidade com Ele, lendo a bíblia, jejuando, orando e buscando a santidade a cada dia.


Ele sabe o caminho certo!


Filipe Mendonça
Colunista

domingo, 22 de janeiro de 2012

#Pastoral - Reflexões no Salmo 32:1-7

“Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniqüidade e em cujo espírito não há dolo. Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.
Meditar a respeito do pecado e suas implicações para a vida é  meditar, infelizmente, sobre algo que nos é comum a todos. Todos pecamos. Se dissermos que não temos pecado, a verdade não está em nós. Somos pecadores e sabemos disso. Por isso, encarar nossa natureza pecaminosa com realismo e humildade é muito mais saudável e honesto do que (sem sucesso, é claro) tentar escondê-la. O salmista deste Salmo 32 demonstrou conhecer esta verdade. Consciente de sua própria iniquidade, afirmou ousadamente que bem-aventurado não é aquele que não peca (o que é impossível), mas exatamente aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Mas sua convicção não foi fruto de uma observação criteriosa do tema e seus conceitos, senão de uma experiência íntima e particular com o drama do pecado, na qual identificamos, com a ajuda de seu testemunho, três fases distintas:
Chamaremos a primeira fase do salmista de “pecado oculto: um silêncio que consome”. Nela, o salmista “calou” seu pecado e tentou “guardá-lo” para si mesmo. Não pôde. O pecado oculto consome a energia e o vigor do ser humano. Sua vitalidade dá lugar à sensação de ossos envelhecidos. A mão de Deus pesa sobre ele de forma que já não pode resistir. Precisa gritar e declarar sua fraqueza.
 Inaugura-se, então, a segunda fase da experiência do salmista, que chamaremos “pecado reconhecido: uma confissão que liberta”. Nela, o salmista descobre que esconder a falta aprisiona; confessá-la, porém, é como tirar um peso enorme de sobre os ombros. Sua decisão foi simples: confessei-te o meu pecado... A dor da vã tentativa de calar só pode ser sanada pelo singelo gesto de confessar. Deus não deseja que seus filhos carreguem um fardo maior do que podem suportar. Por esta razão, desafia-nos a lançá-lo diante dele em submissão e confiança.  
Assim, entra em cena a terceira e mais importante fase no relato do salmista: “pecado perdoado: uma certeza que conforta”. Foi confessar e receber o perdão de Deus. Foi decidir não mais ocultar a falta e, imediatamente, ser agraciado com a misericórdia divina. Nada mais confortante do que saber que Deus não nos trata de acordo com nossos pecado ou merecimentos, mas de acordo com sua graça e amor. É por isso que todo piedoso pode fazer-lhe súplicas – suas misericórdias não têm fim.

O salmista fez de sua experiência um desafio para todos quantos, como ele, se reconhecem pecadores e carentes da graça divina. Ainda é tempo de encontrar a salvação do Senhor. Ele é esconderijo para todos que o buscam com o coração arrependido e quebrantado. 

Para todos nós está  dada a oportunidade. Em Cristo Jesus, morto pelos nossos pecados e ressurreto para nossa justificação, somos convidados a participar da nova vida que Ele oferece. Todos somos pecadores, mas todos também podemos contar com o perdão de Deus, por meio de Seu Filho. Basta que nos arrependamos e confessemos os nossos pecados. Ele é fiel e justo para nos perdoar e purificar de toda injustiça!



Pr. Marcelo Gomes
Corpo Pastoral
Primeira Igreja Presbiteriana Independente de Maringá 

sábado, 21 de janeiro de 2012

Faça a sua escolha...


Existe uma sociedade na qual o comum é ser mal. Ser inadequado padrões morais e de educação, já é normal. Uma anarquia e espírito de rebeldia dominam os corações. Sem argumentos convincentes, pessoas se demonstram contrárias apenas pelo simples e prazeroso fato de se demonstrarem contrárias.

Considerar-se isento de regras, de cobranças e de responsabilidades dá a sensação de liberdade total, onde o único responsável e prejudicado ou não pelos seus atos é o próprio praticante.

Ninguém, absolutamente ninguém, tem a ver com isso. As regras determinantes da minha vida, eu imponho, e arcarei com o que desejo escolher agora. A opinião dos outros, só vale para eles mesmos. Cada um cuida de si, e se existir um Deus, Ele é por todos.

Muito prazer, esse é o ano de 2012, é nessa sociedade que você vive e essa sensação que está presente no meio dela.

         Devemos mudar esse estilo de vida inconseqüente presente nos dias atuais. Mudar a filosofia de vida das pessoas que adotam “aproveitar o hoje como fosse o último dia da minha vida”, se entupindo de drogas, bebidas, entorpecentes e não se enchendo da única coisa que completará ao máximo as suas respectivas realidades, Deus.

        Viver numa sociedade assim e tentar realizar grandes mudanças no estado de vida dessas pessoas passa por pelo menos três etapas: 1° Manter-se convicto nos ensinamentos que recebeu; 2° Preparar-se antes de ir realizar alguma coisa; 3° Apresentar algo com valor e poderoso o suficiente para mudar a vida de quem precisa de ajuda.

            Todavia, nos dias de hoje não é comum completarmos nem a primeira etapa, estamos sujeitos a influência de pessoas que nos cercam. Gostaria de dividir com vocês um salmo que trata de uma realidade parecida, e juntamente com esse, conclusões para pessoas que se manterão firmes.



        “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará. Não são assim os ímpios, mas são como a moinha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos. Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá.” – Salmo 1: 1 – 6.


             A primeira conclusão é não existe felicidade na vida dos ímpios. Existe uma falsa alegria. Um sentimento falso de satisfação. Algo que não os completa verdadeiramente. Apenas imita uma satisfação plena que só em Deus podemos encontrar. O salmista faz um alerta aos que não se comprazem no Senhor, “é em Deus que você encontrará sua verdadeira alegria e regozijo, Deus é muito mais impactante, emocionante indescritível que qualquer outra substância ou sensação que você possa experimentar, Deus te leva à uma piração divina”. Louvado seja Deus por podermos nos entregar a sua presença.

            A segunda conclusão é necessita-se de uma intimidade com a palavra de Deus. As pessoas que querem manter-se firmes em Deus devem ter seu prazer, sua fonte de alegria e vida na palavra do Senhor. A bíblia é a maior revelação do poder, glória e pessoa de Deus. Ela é viva e eficaz, pode servir como um refrigério no meio do deserto, como também um alerta aqueles que precisam de uma resposta de Deus. A mais íntegra revelação de Deus é a sua palavra, fonte de vida aos que a temem, luz no meio das dúvidas e escritura onde pode-se confiar plenamente. A palavra do Senhor não volta vazia e não pode mentir. Louvado seja Deus pela Sua palavra.

           A terceira conclusão é qualquer decisão trará a sua conseqüência. Tanto o ímpio quanto aqueles que decidirem manter-se no Senhor terão seus caminhos avaliados e julgados por Ele. A conseqüência de cada uma das suas escolhas se dará em Deus, e nEle deve ser depositado toda a confiança. O Senhor conhece o caminho dos justos e dos ímpios e sabe o porquê deles. A justiça de Deus se dará no dia do “juízo” e nesse dia, os justos poderão se gloriar no Senhor, pois nEle estiveram as suas alegrias por toda a vida. Louvado seja o Deus que faz justiça ao seu tempo.


          Que Deus nos ajude a nos manter firmes em sua presença sabendo que nEle está a verdadeira felicidade, que precisamos de uma intimidade com a palavra e que nossas escolhas terão conseqüências. E aí, vamo ficar firme?



Deus nos abençoe!



Mateus Machado
Colunista

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Ser Grato

  Nos dias de hoje é tão fácil reclamar, dizer que o que tem não está bom, murmurar pelos cantos, não se contentar com nada e querer sempre mais. Em meio a tudo o que temos acabamos sempre olhando o do outro ou o que pode ser comprado e desprezamos o que já é nosso por ser inferior a outro.

  Esquecemos que tudo o que temos foi Deus quem nos deu, esquecemos que temos muito mais do que precisávamos ou merecíamos, até porque não merecíamos nada. Somos totalmente ingratos muitas vezes, menosprezamos bênçãos que Ele nos concede, às vezes por estarmos tão acostumados a ter isso todos os dias, como: o alimento; acordar todos os dias; a família; um lugar pra morar; uma cama pra dormir e assim vai.

  Deus nos ensina a dar graças em todas as situações, sejam elas boas ou ruins.

  “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”
1 Tessalonicenses 5:18 

  Mas o que nos acontece que muitas vezes nas situações boas não damos graças a Deus, quanto mais nas ruins? Somos tão falhos e imperfeitos, e Ele nos ama mesmo assim, Ele entregou seu Filho pra morrer por nós, porque então somos tão ingratos?

  Essa reflexão não é só para você, muitas vezes já me peguei sendo extremamente ingrata, é um grande defeito meu e creio que Deus está e vai tratá-lo.

  É um desejo meu ser mais agradecida a Deus pelo o que Ele fez, faz e fará. E além de ser um desejo meu é a vontade de Deus, já citada no versículo acima, e como cristãos temos por obrigação cumprir a vontade do Pai, e nós sabemos que ela é sempre o melhor.

        “(...) a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”  Romanos 12:2b



  E ser grato pelo o que temos ou pelas maravilhas que recebemos ou as situações que recebemos alegra o coração do Pai. É uma forma de LOUVOR e ADORAÇÃO!

  “Louvarei o nome de Deus com um cântico, e engrandecê-lo-ei com ação de graças.
Salmos 69:30

  E não é fácil ser grato quando a nossa situação não é boa, quando passamos por tempos difíceis, mas se pedirmos a Deus, Ele nos ensinará a passarmos por esses momentos com um coração agradecido e tendo a certeza que existe um motivo para passar por isso e que ao final haverá vitória!
  Desejo que sejamos uma geração com o coração grato a Deus por tudo e em todos os momentos!



Marianna Moreno
Outros