domingo, 19 de junho de 2011

Entre roupas e sapatos - Existem Pessoas

 
 Vi ontem um bicho
Na imundice do pátio
Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com veracidade.

O bicho não era cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.


"O bicho" de MANOEL BANDEIRA (1886-1968)

***

Eu, particularmente, já vi pessoas revirando o lixo em busca de roupa, comida ou algo que de para vender, e posso descrever isso como... Bem! Não consigo descreve tal situação.

Hoje, e sempre, vivemos em um pais que promete muito, mas cumpre pouco. Confiamos nossos votos em pessoas, e elas, após eleitas, preferem investir mais de 400 milhões de reais em Estádio de Futebol do que em Saúde Pública ou Educação.

E a educação, se é que podemos chamá-la assim, está cada vez mais precária. E "volta e meia" aparece na televisão casos de agressão de pais contra professores, alunos contra professores, professores contra alunos, alunos contra alunos, e assim vai...

Também vemos, ou ficamos sabendo, de pessoas que passam o dia inteiro sem comer em certos países, e em outros, de pessoas que gastam seu dinheiro em lanches, e deixam seus filhos a mercê das "comidas industrializadas",  e todos na frente da televisão ou computador, vivendo como robôs de um capitalismo moderno que diz que: "Se você não tem. Você não é nada..." E essas crianças, sofrem cada vez mais, e sem saberem, pois o descaso dos pais, provocam em seus filhos, futuros portadores de doenças, obesos, que gastarão fortunas em cirurgias e academias...

É como já dizia a música do Legião Urbana:

"Somos filhos da revolução
Somos burgueses sem religião
Somos o futuro da nação
Geração Cola-Cola"
Geração Coca-Cola - Legião Urbana


E diante disso, o que tem feito os nossos "líderes"?
- Querem trazer a Copa do Mundo para nosso pais, mas não conseguem se quer construir um Estádio de Futebol descente e sem corrupção.

Como disse Manoel Bandeira em seu poema acima: "Meu Deus". Eu vos digo: "Meu Deus, tende piedade de mim, pobre pecador que mal consigo ver além do meu umbigo"

Será que a indignação que temos hoje, se é que temos, é bastante para tentar mudar o mundo? Não sei! Porém a minha é bastante para tentar mudar o "mundo" a minha volta. Não sei como, mas com a ajuda de Deus fica mais fácil.

E posso lhe afirmar que não sou nenhum Super-Herói, ou "mais" um Revolucionário. Eu sou um cristão, pecador,  que tem percebido que existem muito mais pessoas necessitando de ajuda do que posso imaginar... Sim, eu estou inconformado. Mas sei que nada poderei se aqui continuar escrevendo, pois apenas palavras não alimentam pessoas. (Não estou me desfazendo do BLOG)

Por isso, devemos sair de nosso "conforto", e começar a ver que a Vida é direito de todos, e que não podemos ficar esperando dos outros o que podemos fazer.

Temos que abrir nossos olhos, tirar essa capa de "soberanos" e começar a colocar em prática aquilo que a bíblia nos fala, pois existem muitas pessoas que estão perdidas, em busca de algo, sem rumo, famintas, a procura, porém que não conseguem ver Deus, salvo para culpa-lo.

Porém não foi Deus, por intermédio de Jesus, seu filho, que nos disse que devemos cuidar dos órfãos e viúvas (Tg 1:27)? Que se colocarmos Deus como o SENHOR de nossa Nação, seremos abençoados (Sl 33:12a)? - Sim, foi Ele quem disse, pois isso está ao nosso alcance. Ele quer que façamos o possível, e deixar o impossível por conta Dele.

Então porque O culpamos? Se seguíssemos a bíblia, nossa regra de Fé, saberíamos o que fazer, e muitas coisas poderiam mudar, pelo menos em nós.

Sei que não mudarei o mundo,  ainda mais pelas minhas próprias forças. Mas se um faminto me pedir comida, eu não poderei nega-lo. Pois Jesus disse que se a um desses fizermos, a Ele próprio é a quem alimentaremos (Mt 25: 35-45). Mas farei isso também pelo amor, que deve ser a nossa prioridade, amar. Pois "Amo(r)" é um verbo, e o Verbo é Deus. 

"Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."  
(Romanos 12:2) 


A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações e guardar-se da corrupção do mundo” 
(Tiago 1:27)

Um comentário: