sábado, 30 de abril de 2011

-Fome. Ela ainda existe!-


“Enquanto você dormia ontem, 30.000 crianças morreram de fome ou de doenças relacionadas a má nutrição. E mais, a maioria de vocês nunca ajudaram em merda nenhuma. E o que é pior: você está mais perturbado com o fato de eu ter dito “merda” do que com a notícia de que 30.000 crianças morreram de fome na última noite.”


Tony Capollo

***
No Índice Mundial da Fome 2010 , Produzido pela International Food Policy Research Institute, cerca de 1 bilhão de pessoas passam fome. No Brasil, segundo Pesquisa do IBGE, em 2010 o índice era de 11,2 milhões de brasileiros.

É muita gente não é verdade? E aposto que você conhece, ou pelo menos sabe de alguém que passa fome. Seja ele seu amigo, vizinho, ou aquele cara que toda vez te pede moedas para comer algo. 

O pastor Tony Capollo diz bem em sua frase acima. Acabamos nos importando mais com coisas que não são importantes, e nos esquecemos do que realmente importa. A raça humana, e de seu bem estar. 

Agora me fala: Como é boa a sensação de quando falamos "tenho fome" e ao chegarmos a nossas casas, termos algo para comer não é? Agora imagine alguém dizendo "tenho fome", mas sabe que não tem nada para comer naquele dia. Ainda pior é um pai ter que dizer ao seu filho que não tem sequer um pão para lhe dar, e por isso terão que dormir de barriga vazia.

E nos perguntamos: "De quem é a culpa?" Do Governo, da Sociedade ou do Pai dessa criança?

Sim! Talvez seja culpa do Governo. Mas e a nossa? 

Jesus já nos disse: "Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes." (Mateus 25:40). Jesus está nos dizendo que, quando dermos de comer a alguém que tem fome, ao próprio Deus é quem estaremos servindo. 

E não precisa ser um 'rango' legal, ou melhor, um banquete. Olha Jesus! Alimentou uma multidão com pães e peixes. Agora não vá esperando Deus enviar novamente Jesus a terra para fazer isso. Alimentar outra multidão, Não. Isso não vai acontecer. E sabe por quê? Porque Ele já nos deixou esse 'legado'. Não de multiplicar, mas de compartilhar daquilo que temos, uns com os outros... (Ele voltará a terra por outro motivo.) 

Claro que não conseguiremos alimentar o 'mundo' todo! Talvez pela falta de ajuda do governo. É, talvez seja por isso! Mas e aí? Você vai ficar esperando eles agirem? O que te impede de servir a um homem que tem fome? Com certeza não irá faltar alimento na sua mesa, pelo contrário, Deus não é Homem de colocar uma pessoa na sua frente para ajudar e depois faltar-lhe comida. Não, Ele não é como nós, falhos! Ele é quem te da a oportunidade, e é Quem te da o pão de cada dia. Ou vai me falar que você já nasceu inteligente desse jeito? Foi Ele quem te deu a oportunidade de estudar, e Ele quem abriu aquela porta de emprego para você, cabeção!

Agora, antes de passar reto por um 'necessitado', pense que poderia ser você ali naquela situação, mas não é. Porque você tem o conforto do seu lar e comida, e você pode estar dando a essa pessoa também. E não venha me dizer que você não tem oportunidade de fazer isso, por que eu sei que todos nós temos. 

A fome é algo que ninguém quer ter, e que é facilmente resolvida, basta ter-se um pouco de boa vontade, e o resto nos será dado.

Vamos agir crentes. Ou você acha que uma barriga se enche sozinha!? 

“Temos de ir à procura das pessoas, porque podem ter fome de pão ou de amizade.” (Madre Teresa de Calcutá)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Um simples ato (?)

O prefeito de Londrina, Barbosa Neto (PDT), surpreendeu os londrinenses ao aparecer com a cabeça raspada na terça-feira (19). O novo corte teve uma razão especial: Barbosa raspou o cabelo em apoio ao filho mais velho, de 13 anos, que está tratamento contra leucemia.
À reportagem da RPCTV Londrina, o prefeito disse que prometeu para o filho que ficaria parecido com ele. “Quero aproveitar para agradecer as orações e às pessoas que têm colocado o nome do meu filho nas suas orações para que ele possa se restabelecer.”

                                               20/04/2011 | 11:38 Jornal de Londrina

Assim que li essa reportagem, fiquei impressionado com a atitude de nosso prefeito Homero Barbosa Neto. Não é sempre que vemos atitude igual a essa, mesmo vinda de pai para filho.

***

A bíblia nos fala sobre Maria Madalena, que em um ato muito singular, lavou os pés de Jesus com suas lágrimas e os secou com seus cabelos, e beijando-lhes os pés, os ungiu com um vaso de alasbrasto com ungüento que trouxe.

Fazendo isso, Simão, o fariseu que convidará a Jesus para ir a sua casa, pensou: "Se este fosse profeta, saberia que a mulher que lhe tocou é uma pecadora" (Lucas 7:29b)

Infelizmente somos assim muitas vezes, julgamos as pessoas sem ao menos conhecê-las, seus atos perante nossos olhos são terrivelmente abomináveis, só que não vemos o coração dessas pessoas, e acabamos julgando, mas não fazemos nada para ajudá-las. Ou aumentos fazemos alguma coisa. (?)

Maria Madalena não estava nem aí com o que as pessoas pensariam dela, se era louca ou coisa parecida, o que ela mais queria é agradar a Jesus. Não sabemos qual é o valor do perfume que foi gasto lavando os pés de Cristo, isso também não importa. O que realmente tem valor, é a sua atitude, de amor, e de carinho.

O prefeito acima referido, também não deve estar nem aí para o que vão pensar dele, se é louco ou coisa parecida. Seu ato foi genuíno, mostra ao seu filho que não importa como ele esteja, qual seja sua aparência, Mas que sempre vai sempre amá-lo.

Talvez alguns possam pensar que cortar o seu cabelo não foi grande coisa, que logo cresce. Mas com certeza para seu filho, isso foi uma bela atitude de amor, que todos nós deveríamos ter também.

Ao invés de julgar, poderíamos ajudar. Nem sempre é de nosso alcance dar auxílio a todos os doentes, ou cura-los, mas uma simples atitude, pode mudar e muito a vida de uma pessoa.

Sendo cristão ou não, isso é algo que deveríamos fazer sempre, ajudar, sem olhar a quem. Fazer, sem esperar algo em troca, fazendo a nossa parte, que é acessível a nossa alçada.

- Deus, que possamos nos posicionar como verdadeiros amantes da raça humana, que não venhamos nos esquecer dos órfãos e viuvas, que não maltratemos nossos semelhantes, porém que tenhamos prazer em ajuda-los.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

-Ele escolheu morrer-

Deus enviou seu filho unigênito a terra para nos salvar. E Ele fez isso porque nos ama.

Lendo o livro “A Cabana” (William P. Young), me deparei com a seguinte conversa entre Mackenzie (protagonista da obra) e Sophia, a personificação da sabedoria de Deus. Prestem atenção em parte da conversa:

Então — disse ela em tom definitivo —, se você pode julgar Deus com tanta facilidade, certamente pode julgar o mundo. —Sua voz não expressava emoção. — Você deve escolher dois de seus filhos para passar à eternidade no novo Céu e na nova Terra de Deus, mas apenas dois.
— O quê? — explodiu ele, incrédulo.
— E você deve escolher três filhos para passar a eternidade no inferno.
Mack não podia acreditar no que estava ouvindo e começou a entrar em pânico.
— Mackenzie. — Agora a voz dela veio tão calma e maravilhosa quanto na primeira vez em que ele a havia escutado.
— Só estou lhe pedindo para fazer uma coisa que você acredita que Deus faz.
— Não posso fazer isso — disse baixinho.
— Você deve.
— Não posso fazer isso — disse mais alto e veemente.
— Você deve — repetiu ela, com a voz mais suave.
— Eu... não... vou... fazer... isso! — gritou Mack, com o
sangue fervendo por dentro.
— Você deve — sussurrou ela.
— Não posso. Não posso. Não vou! — gritou ele, e agora as palavras e emoções saíram num jorro. A mulher simplesmente ficou parada, esperando. Por fim ele a encarou, implorando com os olhos. — Eu não posso ir no lugar deles? Se vocês precisam de alguém para torturar por toda a eternidade, eu vou no lugar deles.
Pode ser? Eu poderia fazer isso? — Caiu aos pés dela, chorando e implorando. — Por favor, deixe-me ir no lugar dos meus filhos, por favor, eu ficaria feliz em... Por favor, estou implorando. Por favor... Por favor...
— Mackenzie, Mackenzie — sussurrou a mulher, e suas palavras vieram como um jato de água fria num dia de calor brutal. Suas mãos tocaram gentilmente o rosto dele enquanto ela o punha de pé. Olhando-a através de lágrimas turvas, ele pôde ver que o sorriso da mulher era radiante. — Agora você está falando como Jesus. Você julgou bem, Mackenzie. Estou orgulhosa!

Imagino Deus, vendo sua Criação se afundando cada fez mais em pecados, morrendo espiritualmente, fazendo tudo o que não O agradava. E os sacrifícios que faziam já não era mais de coração, mas sim por medo ou porque simplesmente já estavam habituado a fazê-lo. 

E Deus, em sua sabedoria, oferece Jesus, como sacrifício para perdoar TODOS os nossos pecados e, nos salvar, nos dando livre acesso com Ele, o PAI. 

Mas, quem é Jesus? "Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?" (Mt 8:27b)

Ele é o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! (Jo 1:29)

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. (Isaías 53:6-7)

Jesus, o filho do Rei dos reis e Senhor dos senhores, desce a terra e viveu como nós. Em um contexto diferente do nosso claro, mas que dividiu tudo em a.C e d.C, que curou paralíticos, deu visão a cegos e morreu em nosso lugar.

Jesus, Nome sobre todo nome pelo qual existo. Não há bem maior que Ele, esse amor é sem igual.

Não fuja desse amor, se entregue a Ele, e veja o que Ele tem preparado para a sua vida.






Esse AMOR é o que precisamos para termos um mundo melhor.

domingo, 10 de abril de 2011

Eu quero desse jeito. Anotou?

Às vezes, ou melhor, quase sempre, enxergamos apenas um jeito para ser resolvido nossos problemas, e colocamos nossa fé em meios, que são falhos, e tiramos o foco de Deus, no qual é o real meio de nos ajudar.

E aquela saída que achávamos que seria a melhor, na verdade não é a que Deus usa, pois de certa forma, estaríamos querendo manipular Deus, tentando fazer com que Ele faça do nosso jeito, imperfeito e falho, e não do dEle, perfeito e completo.

E para um problema nosso Deus tem "N" formas de resolvê-lo, enquanto nós conseguimos ver apenas um, ou dois no máximo. E é isso que faz dEle perfeito, mesmo parecendo loucura para nós. Saiba, a loucura de Deus é mais sábia que os homens. (1 Coríntios 1:25)

Agora, vejamos algumas formas que Deus agiu e que está registrada na bíblia.

Deus enviou seu filho a terra para nos salvar. E como Jesus é o filho de Deus, todos imaginavam que Ele viria como um Rei. Que desceria em um cavalo dos céus, teria tudo do bom e do melhor. Porém Deus não fez assim. Ele preferiu enviar seu filho em uma família de Jerusalém, pais humildes e que não tinham muitas condições. Jesus nasceu em um estábulo, e foi posto em uma manjedoura, ao lado, haviam animais. “Mas como pode O filho do Deus nascer assim? Não deveria nascer em berço de ouro com várias parteiras da melhor linhagem de todas, e ao seu lado não deveriam estar reis e príncipes das nações? Simplesmente não é do nosso modo, mas sim do nosso SENHOR.

E filho de peixe, peixinho é!

Jesus não é diferente de seu Pai. A bíblia nos fala que em certo momento de seu ministério na terra, Ele se depara com um cego, e Jesus disse a ele: "Vai, a tua fé te salvou" (Marcos 10:52) e logo aquele cego viu. E para outro cego, em outro momento, Jesus cuspiu no chão, e mexendo na terra fez lodo,  e que passou no rosto do cego, que após limpar, enxergou. (João 9:6)
Ora, os dois foram curados, alguém vai se importar se foi com barro ou não? O importante não é como Ele fez, mas sim que Ele fez.

E sem percebemos, colocamos limitações em Deus, exigindo da parte dEle que faça do jeito que queremos, depositando nossa fé no “jeito” que Ele poderá fazer, e não nEle, o que faz tudo acontecer. E aquela maneira pode ser que não seja o que Deus ache o melhor, e acabamos ficando frustrados. Só que quem é o nosso Deus, é o mesmo que fez o mar se abrir para o povo do Egito passar, e O mesmo que fez Pedro andar por sobre as águas. E Ele sabe o que faz, e na hora exata.

Não fique depositando sua fé em possíveis saídas, métodos, coisas ou pessoas. Foque a sua fé em Deus.

"Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão." (Salmos 37:25)
 
  
   Você faz suas escolhas 
e suas escolhas fazem você.
                 (Shakespeare)


 
Escolha Deus. E Ele te mostrará o caminho.

domingo, 3 de abril de 2011

-Esconderijo furado-

Alguém espalma a mão e fala: "Quem quer brincar de esconde-esconde coloca o dedo aqui, que já vai fechar, não adianta nem cho-cho-rar"

Quem nunca brincou de esconde-esconde e 'salvou o mundo', não sabe o que é heroísmo. Ser um herói.

Quando criança o 'esconde-esconde' ou 'pique - esconde' era uma das brincadeiras preferidas da molecada da rua, escola ou festa, e ela nos exigia certo esforço, tanto físico quanto de percepção, coragem e extinto.

E como era legal o sentimento de ser 'invisível', que ninguém  poderia velo. Era realmente entusiasmador achar um esconderijo perfeito.

Só que essa brincadeira, tentamos levar para o lado de Deus, tentando estar invisível para Ele, o que sabemos que é impossível. Mas houve um homem que tentou se esconder dEle. Seu nome é Jonas.

Esse homem tentou fugir da presença de Deus após receber um chamado para ir a cidade de Nínive clamar contra ela, porque a sua malícia tinha chegado até Deus. (Jonas 1:2)

Mas Jonas fugiu para a cidade de Tarsís, dentro de um navio, tentando sair da presença do SENHOR. E Deus fez com que houvesse uma grande tempestade no mar, a ponto do barco quase se quebrar, e os marinheiros clamavam cada um ao seu deus, porém Jonas dormia. Até o momento em que o capitão solicitou a ele que clamasse a seu Deus também... E os marinheiros lançavam sorte para saber por que daquele mal, e a sorte apontou a Jonas, que disse- lhes: "Levantai-me, e lançai-me ao mar, e o mar se vos aquietará; porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta grande tempestade." (Jonas 1:12) E assim o fizeram.

Ao cair na água, e cessando o bramido do mar e a tempestade, Jonas fora engolido por um grande peixe, onde passou 3 (três) dias e 3 (três) noites no ventre dele. E nas entranhas do peixe Jonas clamava a Deus, e o Santo dos Santos ouviu seu clamor, e falou, pois, ao peixe que vomitasse a Jonas. E chegando a terra o Senhor falou com ele dizendo: "Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e prega contra ela a mensagem que eu te digo." (Jonas3: 12) E Jonas fez o que pedirá.

(Leiam o livro de Jonas e vejam melhor o que acontecerá. Link)

Realmente, como é impressionante a nossa capacidade de achar que o que fazemos não é visto por Deus, fazemos com tanto cuidado, achando que já que ninguém viu, não pode ser considerado pecado. Mas de quem queremos esconder isso? Dos homens? Ao acaso é os homens quem nos julgará? Alguns sim

Nós, pecadores, carecemos do perdão dEle, e ainda sim, após sermos perdoados, vamos lá e cometemos o mesmo pecado, caímos no mesmo buraco, nos escondemos no mesmo esconderijo furado de outrora. Como podemos?

O salmista Davi diz em Salmos 139:1-10 assim: "SENHOR, tu me sondaste, e me conheces. Tu sabes o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Cercas o meu andar, e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos. Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces. Tu me cercaste por detrás e por diante, e puseste sobre mim a tua mão. Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir. Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face? Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá."

Deus está aonde nós nem imaginamos que Ele possa estar, o simples motivo de acharmos que estamos sozinhos, não quer dizer que estejamos. Ele nos conhece, foi Ele quem nos criou! Mas Deus não está ali ou cá para dizer: "Te peguei no pulo", ou "Eu sabia que você pecaria". Não! Ele não está ali para nos julgar, mas sim para nos perdoar, para dizer "Eu te amo" na hora que você sente a pior pessoa do mundo. E na hora que cairmos, é Ele quem nos pegará pela mão e nos levantará. 

Não fique tentando se esconder de Deus. Deseje procurá-lo, buscá-lo, agradá-lo, pois esse amor que Ele tem para com nós, está disponível para quem o ama, e agora não precisamos mais 'brincar' de esconde-esconde, mas sim de 'pegar' (pega-pega), pegando as maravilhas que Ele tem separado para aqueles que o amam. Saiba: "As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam." (1 Coríntios 2:9)

Ele está mais perto do que você pode imaginar. Basta chamar, que ele atenderá suas suplicas, e habitará em seu coração.